O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Administração

Conta de água

Condomínios no ES terão reajuste de 4% na fatura

segunda-feira, 16 de julho de 2018

Conta de água no ES tem reajuste de 3,89% autorizado a partir de agosto

Diretor da Arsp explicou que esse reajuste vai começar a valer a partir do dia 16 do próximo mês para os clientes da Cesan. Novo método de cálculo da conta também foi anunciado.

A conta de água vai ficar mais cara a partir de agosto no Espírito Santo. O aumento, que será de 3,89%, foi anunciado na tarde desta sexta-feira (13) pela Agência Reguladora de Serviços Públicos (Arsp).

O diretor da Arsp, Antônio Júlio Castiglioni Neto, explicou que esse reajuste vai começar a valer a partir do dia 16 do próximo mês para os clientes da Cesan.

"Esse é um reajuste que está abaixo da inflação geral anual para o mesmo período, ou seja, abaixo daquele que seria esperado", explicou. A inflação medida para esse mesmo período, conforme Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA), é de 4,39%.

Novo método de cálculo

O diretor também explicou que foi definido um outro método de cálculo da conta de água, referente ao consumo de condomínios de casas ou apartamentos.

Mas garantiu que no final será escolhida a metodologia mais barata para os consumidores, dependendo de cada caso.

"Um método atual considera que cada um dos apartamentos deve consumir, no mínimo, 10 m³ de água, é a tarifa mínima prevista em lei. Agora estamos estabelecendo um novo método, em que podemos considerar também que esse condomínio é apenas um imóvel e que esse condomínio como um todo será obrigado a consumir apenas 10 m³ de água. Isso significa que a Cesan agora tem duas metodologias, que todo mês deverá fazer simulações de ambas, e emitir a fatura que seja mais barata para o usuário", explicou.

Ainda segundo o diretor, os condomínios que tiverem baixos consumos serão beneficiados.

"Todo condomínio que tiver um consumo menor, quer dizer, um consumo mais sustentável e racional da água, terá uma conta mais barata", finalizou.

Fonte: g1.globo.com

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...