O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Manutenção

Conta de água

Depois de individualização, condomínio sofre com alta

quarta-feira, 7 de agosto de 2019
WhatsApp
LinkedIn

Valor da conta de água assusta moradores de condomínio de Mogi

Eles afirmam que, depois de individualização da conta, valor está 30 vezes mais alto.

Os moradores de um condomínio da Vila Nova Aparecida, em Mogi das Cruzes, levaram um susto quando receberam a conta de água em agosto. Eles afirmam que o valor está 30 vezes mais alto do que pagavam.

A dona de casa Irene Rosa de Siqueira afirma que não alterou a rotina na casa. Ela lava louças, roupas e passa pano no chão. Mesmo assim esse mês vai ter que pagar R$ 465 só na conta de água.

Até junho pagava uma média de R$ 40. “A gente assustou porque veio muito alto. Eu procurei o Semae, mas disseram que está normal e hidrômetro certinho.”

Irene mora há 15 anos no condomínio que tem um total de 200 apartamentos. De acordo com os moradores, antes quem media o que era consumido era uma empresa terceirizada. O valor total da fatura era dividido entre eles.

Mas, a partir de julho, decidiram individualizar as contas e cada apartamento começou a pagar pelo que de fato consumisse.

O Semae fez a troca dos hidrômetros, mas tem morador que garante que não mudou o hábito de consumo de um mês para o outro e mesmo assim viu a fatura subir 30 vezes .

É o caso de Rogério Jefferson Oliveira da Silva. Ele ficou 25 dias no apartamento no mês de julho e vai ter que pagar pouco mais de R$ 1 mil. O psicólogo até foi onde os relógios estão instalados e anotou o consumo durante nove dias.

No dia 22, o relógio media 7.967 e no dia 31 media 8.250. A dúvida dele era saber para onde foi toda essa água.

Ele até fez um teste com o zelador para ver se tem algum vazamento no apartamento e não encontrou nada. O jeito foi recorrer ao Semae.

“Fiz um protocolo no Semae e eles ficaram de averiguar. E recolheram minha conta. Estou mantendo contato com o porteiro. E me disseram que eles estiveram vendo os apartamentos, mas do meu não tive nenhum retorno até agora”, explica Rogério Jefferson Oliveira da Silva.

No caso do Rogério Jefferson, O Semae informou que quando um funcionário foi até lá identificou que, mesmo com o apartamento fechado, o hidrômetro estava registrando consumo, o que é um sinal de vazamento.

O Semae informou que já orientou os moradores sobre a existência de possíveis vazamentos. O órgão disse que está à disposição para qualquer esclarecimento pelo telefone 4798-6387.

Fonte: https://g1.globo.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...