O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Segurança

Contra a criminalidade

Síndicos de Blumenau se juntam contra furtos em condomínios

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Moradores se unem para tentar evitar furtos em condomínios em Blumenau

Criminosos não se inibem com muros altos, alarmes ou câmeras de segurança. Delegado recomenda prestar atenção para alterações na vizinhança.

Moradores de Blumenau, no Vale do Itajaí, estão se unindo para pensar estratégias contra o furto nos condomínios. Muros altos, alarmes e câmeras de segurança não inibem os criminosos. A Polícia Civil explicou que não pode pedir prisão preventiva em casos de furtos simples, como mostrou o RBS Notícias desta quinta-feira (3).

À noite ou no meio da tarde, criminosos agem em Blumenau. "A última vez foi na porta frontal com uma chave de fenda. Ele soltou o eletroímã, aí desprendeu a porta e adentrou como se estivesse com uma chave. Questão de 10, 15 segundos", afirmou o síndico Gilson de Souza.

Um dos prédios foi invadido três vezes em 15 dias. "Eu aumentei o muro, não foi o suficiente, eles estão entrando pela frente do prédio. A gente está tendo mais uma reunião para ter mais uma chamada de capital. Ou seja, a gente fica preso. Eles soltos e a gente fica refém", lamentou o síndico Bruno Alves.

Assustados, síndicos de 16 prédios do bairro Victor Konder, na área central da cidade, se uniram em busca de alternativas para aumentar a segurança.

"A gente pegou todos os síndicos aqui da região e fez um grupo e nesse grupo a gente está conversando, está trocando imagens do furto de cada um, vendo o que a gente pode fazer. Tem uma ideia de contratar uma segurança particular para o bairro", afirmou Bruno Alves.

Lei

A Polícia cobra mudanças nas leis. Atualmente, mesmo sendo preso em flagrante, quem furta raramente fica atrás das grades.

"A prisão, no caso do furto simples, por exemplo, nem cabe na mobilidade de prisão preventiva. Porque a lei determina que a pena deve ser maior do que quatro anos. No furto simples, na modalidade simples, ele é de um a quatro anos. Então, por isso, nem a prisão preventiva o delegado de polícia pode pedir durante as investigações. A não ser que seja um furto qualificado, com outras circunstâncias, aí sim nós poderíamos representar por uma prisão preventiva e tentar deixar esses criminosos presos para evitar essa multirreincidência que acaba acontecendo na maioria das vezes", explicou o delegado Egídio Ferrari.

No primeiro semestre, a Polícia Civil prendeu 45 pessoas em Blumenau envolvidas com roubo. A redução no número de roubos a residência diminuiu em 80% em comparação ao mesmo período do ano passado. Mas, em relação aos furtos, a situação é diferente.

"Alguns dos autores já foram identificados e o que a gente espera é que a população faça o mínimo de, por exemplo, prestar mais atenção na residência vizinha, prestar mais atenção no apartamento dos seus condôminos e assim que notar qualquer diferença, qualquer anormalidade, deve acionar, por exemplo, a Polícia Militar", recomendou o delegado.

Fonte: http://g1.globo.com

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...