O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Convivência

Convivência em condomínio

Saber se colocar no papel do vizinho é fundamental

quarta-feira, 25 de abril de 2018

É preciso ter empatia para viver em condomínio

Dividir espaços requer uma boa dose de civilidade, muita paciência e também empatia. Afinal, nem todos têm os mesmos hábitos, horários e necessidades e o que traz prazer para um, pode irritar o outro.

Síndica há vários anos, Ana Maria Losi Marques de Jesus administra não apenas o condomínio onde mora, mas também alguns outros como "síndica profissional". 

"O maior problema de morar em condomínio é o fato de algumas pessoas não terem ciência do que é viver em condomínio. Há aquelas que só pensam no individual, vivem a sua vida sem conseguir levar isso para o condomínio", diz ela, que também é diretora de Condomínios da Regional Norte do Secovi (Sindicato da Habitação e Condomínios).

No geral, entre os campeões de reclamação estão barulho, desrespeito às normas, animais e garagem. 

"As áreas comuns também são problema. Os pais deixam os filhos lá e acham que é obrigação dos funcionários tomarem conta, mas não é. Os prédios não são pequenos como antigamente, hoje são muitos moradores e as áreas comuns não são o quintal da casa. Não se pode deixar uma criança sozinha lá. Algumas pessoas acham que podem fazer tudo e as relações entre elas estão cada vez mais difíceis", destaca. 

Para evitar problemas, Ana Maria aponta que os moradores devem tomar conhecimentos das regras do condomínio, estarem abertos a ouvir o outro e também tomarem cuidado na escolha da administração. Um síndico bem preparado saberá tomar as providências cabíveis em cada caso, de forma a manter a boa convivência entre os moradores. 

"Não é função do síndico mediar as relações entre os condôminos, mas acabamos fazendo isso. Mas o morador também precisa colaborar, colocando a ocorrência no livro. Isso dá respaldo ao síndico. Por outro lado, o síndico deve ter conhecimento das regras e bom senso, e a Convenção e o Regimento Interno devem estar sempre atualizados."

Fonte: www.folhadelondrina.com.br

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...