O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×

Favoritos

Entrar

Espaço SECOVIRIO

COVID no RJ

Decreto suspende uso de áreas de lazer em condomínios

terça-feira, 15 de dezembro de 2020
WhatsApp
LinkedIn

Para combater avanço da Covid-19, Prefeitura do Rio suspende uso de áreas de lazer em condomínios

A Prefeitura do Rio anunciou o decreto nº 48279/20 nesta quinta-feira, dia 10 de dezembro, com novas medidas para conter o contágio do novo coronavírus.

Entre as medidas restritivas, estão a proibição do uso de áreas comuns de lazer em condomínios, onde não são usadas máscaras, incluindo saunas e piscinas.

De acordo com a Prefeitura, o conjunto de anúncios visa a proteger a população de situações de risco causadas pela contaminação da Covid-19, mas sem interferir na cadeia produtiva e sem causar mais danos à economia da cidade.

As regras foram definidas, segundo a administração municipal, em reunião na última quarta-feira (9), no Palácio da Guanabara, sede do governo do estado. As outras medidas anunciadas incluem:

  • Escalonamento dos horários de funcionamento da indústria (a partir das 7h); dos serviços (a partir das 9h); e do comércio de rua (a partir das 11h), para evitar aglomeração nos transportes públicos.
  • Proibição de estacionamento na orla nos fins de semana e feriados;
  • Cancelamento das áreas de lazer nas orlas de Copacabana, Ipanema e Leblon e no Aterro do Flamengo aos domingos e feriados (as pistas, portanto, não serão fechadas ao trânsito de veículos);
  • Permissão para shoppings e Centros Comerciais ficarem abertos 24 horas, para evitar aglomerações nos meios de transporte.
  • Eventos sociais, como casamentos, aniversários e formaturas, permitidos apenas com 50% da capacidade dos espaços.

Clique aqui para ver o decreto na íntegra.

Fonte: https://www.secovirio.com.br

Matérias recomendadas

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.