O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Administração

CPI dos condomínios

Reuniões sobre o tema acontecerão em diversas cidades do Paraná

Publicado em: quinta-feira, 29 de maio de 2014

CPI dos Condomínios fará audiências descentralizadas em Londrina, Maringá, Cascavel, Foz e Guarapuava Redação 

Os deputados estaduais, integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Condomínios, da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), decidiram na reunião desta terça-feira (27) que serão realizadas audiências pelo interior do Estado. Estão previsamente definidos os municípios de Londrina, Maringá, Cascavel, Foz do Iguaçu e Guarapuava.
 
"Estamos recebendo denúncias de que nestas cidades estaria ocorrendo o mesmo problema já identificado em Curitiba e região metropolitana", informou o relator da comissão, deputado Roberto Aciolli (PV). A CPI dos Condomínios foi estruturada para investigar possíveis irregularidades cometidas por administradoras de condomínios, garantidoras e síndicos no Estado.
 
Durante a reunião desta terça-feira, os deputados aproveitaram para ouvir um relato do andamento das investigações em curso. De acordo com o coordenador geral da comissão, Jefferson Abade, a CPI encontra-se na fase de instrução de processo, já tendo identificada uma metodologia irregular de cálculo, utilizada por empresas para majorar as dívidas dos condomínios.
 
"A CPI já convocou um perito judicial especialista em cálculos para analisar as planilhas dos processos. Comprovado o erro ou a fraude, a CPI pode solicitar ao poder judiciário a suspensão dos processos", informou.
 
De acordo com os defensores públicos Bruno de Almeida Passadore e Luís Gustavo Fagundes Purgato, que também participam das reuniões, a própria Defensoria Pública pode ajuizar uma ação coletiva solicitando a suspensão temporária dos processos de execução condominial.
 
PAR
 
A CPI dos Condomínios também vai dedicar atenção especial às denúncias de possíveis irregularidades envolvendo condomínios do Programa de Arrendamento Residencial (PAR), da Caixa Econômica Federal. No caso do PAR, é a própria Caixa quem contrata as empresas que administram os condomínios, à revelia dos mutuários.
 
"Temos denúncias de que essas empresas praticam superfaturamento de serviços e cobram por serviços não executados como forma de aumentar o valor do condomínio", informa Paula Cristina Pamplona de Araújo, secretária geral da CPI.
 
Os deputados estudam a possibilidade de realizar uma audiência pública no próximo dia 24 de junho para debater esse assunto.

Fonte: http://londrina.odiario.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...