O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Segurança

Crime em São Paulo

Moradores acusados de matar zelador ficam mais 30 dias detidos

Publicado em: sexta-feira, 4 de julho de 2014

Acusados de matar zelador têm prisão temporária prorrogada por mais 30 dias

O publicitário Eduardo Tadeu Pinto Martins e a advogada Ieda Cristina Cardoso da Silva, acusados pela morte do zelador Jezi Lopes da Silva, tiveram a prisão temporária prorrogada pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro por mais 30 dias. O casal também é acusado de envolvimento no homicídio do empresário José Jair Farias, ex-marido de Ieda.
 
O primeiro crime da dupla teria ocorrido em 20 de dezembro de 2005, na zona oeste do Rio de Janeiro. Farias foi encontrado morto com dois tiros, dentro de seu carro, na Estrada dos Palmares, em Santa Cruz. Na ocasião, a polícia não chegou a nenhuma conclusão sobre o crime.
 
De acordo com o processo, o casal tinha uma relação conturbada com o empresário. Os supostos problemas diziam respeito aos bens e à guarda do filho de José e Ieda.
 
Já o corpo do zelador, esquartejado e com sinais de queimadura, foi encontrado no dia 2 de junho, na casa do pai do publicitário, em Praia Grande. O publicitário confessou ter esquartejado o corpo, mas negou ter sido o responsável pela morte do zelador. Segundo ele, Jezi teria batido a cabeça após uma briga. A polícia acredita que a advogada tenha participado do crime.

Fonte: http://www.atribuna.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...