O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Administração

Zelador assassinado

Acusados de matar profissional estão envolvidos em outro crime

Publicado em: sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Casal que matou zelador em SP é julgado por outro crime no Rio

Na capital fluminense casal responde pelo assassinato do ex da ré. Filho da acusada é uma das testemunhas de acusação no caso.   Começou nesta quinta-feira (11) no Rio o julgamento do casal acusado de assassinar e esquartejar um zelador em São Paulo. No Rio, Ieda Cristina Martins e Eduardo Martins são acusados da morte do empresário José Jair Farias, em 2005. O empresário era ex-marido da ré. Conforme informou a Globo News, nesta primeira audiência foram ouvidas testemunhas de acusação, entre elas o filho do empresário com a ré e um irmão dela.

O filho de Ieda falou sobre a relação conturbada dele com a mãe e disse que presenciou momentos em que o padrasto Eduardo ameaçou matar José Jair. O irmão de Ieda chegou a se referir a Eduardo como assassino e disse acreditar que ele tenha sim matado o empresário. O casal é acusado de matar a tiros o ex-marido de Ieda. O corpo do empresário José Jair foi encontrado dentro do próprio carro. Um exame de balística apontou que os projéteis recolhidos no local do crime são compatíveis com um revólver achado na casa de Ieda. O casal está vai responder por homicídio simples. Ieda e Eduardo estão presos por outro crime. Eles já respondem homicídio doloso, de um crime que chamou a atenção de todo o país. Em maio deste ano, o casal foi preso em São Paulo, acusado de assassinar e esquartejar o zelador Jezi Lopes Souza, de 69 anos. Na época, Eduardo confessou o crime e inocentou Ieda. Os dois tiveram prisão preventiva decretada em agosto.

Fonte: www.g1.com.br

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...