O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Segurança

Desabamento em Salvador

Erro de execução no projeto é a possível explicação para o ocorrido

Publicado em: quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Prédio desaba em Salvador e deixa feridos, diz Corpo de Bombeiros

Três pessoas foram socorridas e uma soterrada, diz Defesa Civil de Salvador. Além de equipes do órgão, polícia e Samu foram para o local.
Do G1 BA
 
Três pessoas ficaram soterradas na tarde desta quarta-feira (9) no desabamento de um prédio na rua Rafael Uchoa, no bairro de Massaranduba, em Salvador. Duas já foram resgatadas e, até às 20h20, a última vítima ainda estava sendo socorrida pelos Bombeiros. Parte do prédio caiu sobre uma casa vizinha.
 
Inicialmente, a Defesa Civil de Salvador (Codesal) informou que havia a suspeita de que cerca de 15 pessoas teriam ficado soterradas.
 
Equipes do Corpo de Bombeiros, da polícia e do Samu foram deslocadas para o local do acidente. Segundo a 3ª delegacia territorial, o imóvel que desabou era residencial e tinha três andares. Moradores da localidade ajudam no resgate. "Foi um estrondo, que na hora todo mundo correu logo para ir ajudar", disse um dos vizinhos. Não há informações sobre a quantidade de pessoas que estavam no local no momento do acidente. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, três pessoas foram socorridas e encaminhadas para o Hospital Geral do Estado -HGE, entre elas, uma 82 anos. Ainda de acordo com os Bombeiros, uma pessoa continua soterrada.
 
O engenheiro da Defesa Civil Aroaldo Rodrigues explicou o que pode ter ocasionado o acidente.
 
"Possivelmente é um erro de projeto de execução. A obra foi feita de forma empírica e com a chuva a gente tem o início do acidente".
 
Com esta ocorrência, Salvador registra 11 desabamentos de imóveis, com 16 desabamentos parciais somente nesta quarta-feira. Segundo a Codesal, mais 31 imóveis ameaçam desabar. Até o início da tarde, foram registrados 286 chamados de emergência.
 

Situação de emergência

A prefeitura de Salvador decretou situação de emergência de 90 dias na cidade no início da noite desta quarta-feira (9), por conta das chuvas que atingem a capital baiana desde o início desta semana. A decisão foi tomada em uma reunião feita pelo prefeito João Henrique com representantes de órgãos da administração municipal.
 

Tempo chuvoso

Chove intensamente na capital baiana desde terça-feira (8). Segundo a Agência Climatempo, vai chover até domingo (13), mas com alguns períodos de sol. Nesta quarta-feira, a temperatura varia em torno de 19°C, informa o órgão.
 
A situação de chuva provoca estragos em imóveis e traz transtornos à rotina dos baianos, que se deparam no trânsito com pontos de alagamento, semáforos quebrados e ruas engarrafadas. A Transalvador chegou a recomendar aos motoristas que evitassem sair de casa.
 
Na manhã da terça, um deslizamento de terra atingiu o viaduto que liga a Avenida Centenário ao Dique do Tororó, trecho que mantém fluxo diário intenso, e que permanece com uma das pistas interditada nesta quarta-feira. De acordo com a Transalvador, o bloqueio parcial foi feito por medida de segurança, para evitar que a terra atingisse os carros. Ninguém ficou ferido.
 
Um prédio histórico também desabou perto da Praça Castro Alves, no Centro da cidade, na manhã de terça-feira. O Corpo de Bombeiros informou que o prédio estava em ruínas. Não houve feridos. Na madrugada desta quarta uma casa desabou por causa de um deslizamento de terra.

Fonte: http://g1.globo.com

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...