O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Ambiente

Desperdício de água

No ES, condomínios que desperdiçam são notificados e multados

Publicado em: segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Sobe o número de notificações por desperdício de água em Guarapari

Vinte e dois edifícios já foram notificados no município. Um dos condomínios já foi multado em R$ 622.
 
Subiu para 22 o número de notificações emitidas pela prefeitura de Guarapari, na Grande Vitória, a edifícios onde foram flagrados casos de desperdício de água, neste sábado (31), quarto dia de fiscalização. Por causa da estiagem, do clima seco e da falta de água, um decreto foi publicado pela administração municipal na quarta-feira (28), no Diário Oficial, limitando o uso de água para evitar prejuízos maiores. Um dos condomínios já foi multado em R$ 622.
 
Estão proibidas atividades como lavar veículos, calçadas, frentes de imóveis, ruas, encher piscinas, e outras situações que não sejam o consumo humano, com água potável da rede pública. Se após a primeira notificação, o condomínio, casa ou o estabelecimento for flagrado pela fiscalização novamente, a situação resultará em multa.
 
Os fiscais passam o dia andando pelas praias e bairros, e a qualquer sinal de desperdício, eles param e analisam a situação. Um dos casos encontrados neste sábado foi em um prédio na Praia da Bacutia, que estava jogando água limpa no meio da rua. O condomínio foi notificado.
 
De acordo com a Secretaria Municipal de Fiscalização, os próprios moradores têm ajudado, fazendo denúncias. A partir disso, as rondas foram intensificadas, sendo feitas até mesmo à noite.
 
"Nós tivemos denúncia de que muitos prédios, a partir das 21h, passaram a descarregar água de piscina. E 90% das notificações que passamos, é por causa de limpeza de piscina, que é uma água limpa, que pode ser reaproveitada pelo condomínio. Não se pode jogar na rua, isso é errado", explicou o secretário municipal de Fiscalização, Jorge Roberto Bandeira.
 
Quem frequenta as praias de Guarapari, aprovou a iniciativa. "Acho que isso (a fiscalização) deve ser feito mesmo, pois só quando dói no bolso as pessoas fazem o que já deveria ser feito há muito tempo", disse a turista do Rio de Janeiro, Andréia Cardoso.
 

Proibições

 
Além das proibições já citadas, a partir dessa data os estabelecimentos comerciais especializados em lavagem de veículo e indústrias que dependam da utilização de água em seu processo produtivo deverão adotar sistema de captação de água subterrânea e sistema de reúso.
 
Também ocorrerá restrições e consumo racional da água potável, fornecida pela Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan), por prazo indeterminado em residências, indústrias e prédios públicos localizados no município. As medidas foram adotadas para que os serviços continuem a atender às necessidades fundamentais da população.

Fonte: http://g1.globo.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...