O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Mercado

Elevador potente

275 m em 45 segundos; equipamento mais rápido do país

quinta-feira, 22 de agosto de 2019
WhatsApp
LinkedIn

Prédio mais alto do Brasil terá o elevador mais rápido do país: 45 segundos do chão ao topo

Em aproximadamente 45 segundos elevador vencerá os 275 metros de altura do Yachthouse Residence Club em Balneário Camboriú

Ser superlativo sempre. Essa parece ser a regra de ouro em torno de um dos mais polêmicos empreendimentos da ‘Dubai brasileira’ — Balneário Camboriú. O Edifício Yachthouse Residence Club, considerado o prédio mais alto do Brasil, com 81 andares e 275 metros de altura, terá também o elevador residencial mais rápido das terras brasileiras, segundo o Grupo Pasqualotto & GT, responsável pela obra. Será capaz de percorrer os quase 300 metros em menos de um minuto! Cerca de seis metros a cada segundo."

O número é recorde no Brasil e a tecnologia foi desenvolvida pela Atlas Schindler. Como explica Luis Mundim, da empresa de elevadores, para obter essa velocidade foi necessário criar um sistema com cabos de tração com alongamento reduzido e grande performance mecânica.

Dos 22 elevadores do Yachthouse, 10 contam com a tecnologia que os tornam os mais rápidos do país. O investimento será de R$ 21 milhões. Eles terão cabines exclusivas, com design assinado pela Pininfarina, renomado escritório italiano de design, acostumado a projetar carros de luxo para Ferrari, Maserati e Rolls-Royce.

O empreendimento em Balneário Camboriú é do Grupo Pasqualotto & GT. O prestigiado arquiteto curitibano Jayme Bernardo assina a decoração em conjunto com o escritório italiano de design. As unidades com quatro suítes, banheira de hidromassagem e três vagas de garagem são anunciadas por cerca de R$ 4 milhões. A conclusão das obras está prevista para dezembro deste ano.

Apesar de ser o mais rápido entre os residenciais, o elevador do Yachthouse perderá em velocidade para os do edifício corporativo Birmann 32, que ficará pronto em 2020 em São Paulo. Os elevadores do empreendimento paulista são da Thyssenkrupp e vencerão 7 metros por segundo — um metro a mais por segundo que o do empreendimento catarinense.

O empreendimento, no início de 2017, foi objeto de ação do Ministério Público Federal, que pedia a suspensão das obras e demolição de parte do edifício por possível descumprimento da legislação ambiental e irregularidade na concessão de licenças e autorizações ambientais para a obra. Em setembro de 2017, porém, as partes fecharam um acordo, que prevê a revitalização do rio e suas margens e a cessão de recursos para viabilizar o funcionamento da Área de Preservação Ambiental (APA) Costa Brava.

Fonte: https://www.gazetadopovo.com.br

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...