O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Administração

Espaço reduzido

Para aumentar vagas de garagem, elevador para carros é opção

Publicado em: terça-feira, 3 de setembro de 2013

 Elevador para carros é uma alternativa

Num momento em que a questão das vagas de garagem em condomínios chega à discussão sobre o Plano Diretor da capital, uma solução para a falta de lugar para estacionar carros nos edifícios residenciais tenta ganhar espaço na administração desses imóveis. A instalação de elevadores semelhantes aos utilizados em oficinas mecânicas pode aumentar o número de locais para automóveis, embora o custo da medida ainda seja salgado para os moradores.
 
Chamados de duplicadores de vagas, os elevadores têm preços de R$ 9 mil a R$ 11,5 mil e são utilizados principalmente em estacionamentos e em prédios comerciais como hotéis e hospitais.
 
Para Renato Tichauer, vice-presidente da Assosindicos (Associação dos Síndicos de Condomínios Residenciais e Comerciais do Estado), o equipamento pode ser a solução em alguns casos de falta de espaço.
 
“O uso do elevador é uma medida inteligente, mas sua aplicação tem de ser analisada caso a caso, avaliando o custo/benefício e sua viabilidade”, disse Tichauer. “O custo não é baixo. Nem sempre a instalação é possível. Nossos prédios em geral têm garagens pequenas, com pé-direito baixo”, afirmou.
 
Gilberto Oliveira Camargo, gerente de vendas da fábrica de duplicadores Krebs Parking Systems, disse que é possível instalar o equipamento em garagens com 2,90 metros de pé-direito, mas há indústrias que consideram 3,30 metros a altura ideal. A instalação dos elevadores é feita pelos fabricantes.
 
“Temos conversado com engenheiros e arquitetos sobre a possibilidade de os prédios terem garagens mais altas. Isso facilitaria a instalação e resolveria o problema da falta de espaço”, disse Rodrigo Lourenço Guilhem, gerente de vendas da fabricante de elevadores Primax.
 
Setor imobiliário tem dúvidas sobre eficiência da restrição
 
Para o presidente do Secovi-SP (Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação de Imóveis), Claudio Bernardes, o mercado de imóveis começa a buscar soluções para o problema da falta de vagas em garagens, mas a questão exige outras alternativas além da ampliação de espaços em prédios e condomínios.
 
Segundo ele, a discussão sobre o Plano Diretor da cidade está correta ao propor o adensamento populacional em áreas próximas a corredores e terminais de ônibus e estações do Metrô, mas tem dúvidas quanto à restrição ao número de vagas para automóveis.
 
“Uma coisa é ter o carro parado na garagem, outra é usá-lo. Também é preciso avaliar se o transporte público consegue absorver 50% das pessoas que andam de carro hoje”, afirmou. “É importante discutir todas essas questões no Plano Diretor”, afirmou. Ele disse que, desde 2004, o mercado imobiliário criou 1 milhão de vagas na capital, mas foram licenciados 1,4 milhão de carros.
 

MAIS

 
Duplicadores suportam até três mil quilos
 
Os duplicadores de vagas disponíveis no mercado suportam até 3 mil quilos e têm funcionamento hidráulico. Um carro médio pesa 750 quilos. A instalação dos equipamentos é feita pelos próprios fabricantes, assim como a manutenção que for necessária.
 
5.346 
 
estacionamentos funcionam na capital, diz o sindicato do setor
 
Procura por aparelho cresceu em cinco anos
 
Rodrigo Guilhem, da Primax, disse que a procura pelos duplicadores cresceu nos últimos cinco anos, com o aumento das vendas para prédios comerciais. Em 2012, ele vendeu em média 30 equipamentos ao mês, mas neste ano houve  queda. “A economia está fraca”, justificou ele.

Fonte: http://www.diariosp.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...