O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Manutenção

Estragos da chuva

Condomínios em Poços (MG) ainda sofrem devido à enchente

Publicado em: quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Falta de água e energia prejudica prédios após enchente em Poços, MG

Uma semana depois da chuva que inundou locais, problemas persistem. Maior prédio comercial está sem água e hotel só reabrirá no Carnaval. 
 
Quase uma semana depois da chuva e da enchente histórica que deixou Poços de Caldas (MG) caótica na última terça-feira (19), vários prédios e serviços ainda estão comprometidos. Nesta segunda-feira (25), a creche do bairro Cascatinha continua fechada. Um hotel no Centro da cidade só vai ser reaberto no Carnaval e o maior prédio comercial ainda está sem água e sem elevadores.
 
Na creche, segundo a coordenadora Suzel Barbosa Della Torre, a chuva deixou vários estragos. O teto ficou comprometido, assim como duas salas e o corredor.
 
“A Defesa Civil esteve aqui, interditou o local e as crianças tiveram que ser retiradas”, disse.
 
Um dos principais hotéis do Centro da cidade também permanece fechado. Por causa da inundação, toda a parte elétrica foi afetada e o prédio está sem energia.  O hotel precisou cancelar todas as reservas feitas até o Carnaval e os hóspedes tiveram que ir embora.
 
O edifício do hotel está em obras, mas além de estar sem energia, eles estão também sem telefone. A previsão é que o hotel volte a funcionar normalmente somente no Carnaval.
 
Em algumas agências bancárias, o atendimento é parcial e os caixas eletrônicos não funcionam. Para sacar dinheiro, os consumidores têm que se deslocar para caixas eletrônicos mais distantes.
 
A água chegou também ao maior prédio comercial de Poços de Caldas. Os três elevadores que dão acesso aos 12 andares estão parados desde terça-feira, quando a chuva atingiu a cidade. O prédio, que tem cerca de 100 salas comerciais, recebe um grande fluxo de pessoas. Além disso, falta também água no edifício.
 
Com os problemas, quem trabalha e vai até o prédio precisa subir pelas escadas. Segundo a comerciante Juliana da Mata, a situação está difícil.
 
“Complicado ficar sem água. E ainda temos que enfrentar a escada para subir e já faz tempo, né?!”, disse.
 

Fonte: http://g1.globo.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...