O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×
Cadastrar
Entrar
Cotar Pedir orçamentos
Seja um fornecedor
menu
Manutenção

Infiltração e vazamento

Casos podem potencializar a ação do coronavírus

quinta-feira, 9 de abril de 2020
WhatsApp
LinkedIn

Infiltração de água e vazamentos x Coronavirus

Especialista explica as diferenças entre os dois problemas e como os casos podem potencializar a ação de bactérias e vírus

O Brasil e o mundo vivem uma situação digna de ficção científica, com isolamento social para evitar que a pandemia da COVID-19 se espalhe ainda mais. Altamente infecciosa, a doença causa problemas respiratórios que podem levar à morte.

Por isso, além de cuidados como lavar bem as mãos e evitar tocar o rosto, observações sobre o local onde se vive ou trabalha, principalmente relacionadas às infiltrações de água e vazamentos, são extremamente importantes.

As condições das casas, apartamentos e prédios comerciais representam um fator importantíssimo à salubridade. A umidade proveniente de infiltrações promove um ambiente propício a proliferação de fungos e favorável a longevidade de vírus. De acordo com o Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias em Engenharia de São Paulo (Ibape/SP), um dos principais problemas estruturais nos condomínios e residências são causados pela infiltração de água e vazamentos.

É importante que se faça o check-up preventivo para detectar os primeiros indícios, buscando identificar o foco o mais rápido possível. “Os danos causados por infiltração só não podem ser confundidos com os de um vazamento, que geralmente é resultado de uma falha na tubulação da rede de água ou esgoto. Para que o estrago de um vazamento apareça não é preciso estar chovendo nem haver mancha de fungo, ao contrário da infiltração, que é percebida apenas no período chuvoso”, explica a engenheira civil Rejane Saute Berezovsky, que é vice-coordenadora da Câmara de Inspeção Predial do Ibape/SP.

Apesar de provocar danos frequentes, a água tem a vantagem de dar sinais visíveis da sua presença. Por trás de uma parede com a pintura estufada ou descascada, é certo que há um excesso de umidade. Com o mofo não é diferente. A mancha de bolor denuncia que a água está retida naquele lugar e apodreceu. O mais importante, na realidade, é identificar a causa do problema, que normalmente está relacionado a infiltração ou a um fenômeno natural chamado condensação.

“O Ibape/SP lembra, ainda, que apesar dos sinais visíveis, é sempre recomendada uma avaliação profissional de um engenheiro ou arquiteto, capacitados para um diagnóstico preciso. Obras e reparos feitos de maneira independente podem mascarar sinais importantes e levar a problemas ainda maiores, que podem comprometer a saúde do imóvel e dos moradores”, finaliza a engenheira.

Fonte: Ibape/SP.

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...