O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Segurança

Morte em condomínio

Porteiro encontra corpo de morador após ouvir gritos

sexta-feira, 5 de outubro de 2018

Porteiro ouve gritos e homem é encontrado morto dentro de guarda-roupa

Um homem, de 53 anos, foi encontrado morto dentro do apartamento onde morava, na Rua Emiliano Perneta, no Centro de Curitiba. A polícia foi acionado após o porteiro do prédio ter ouvido gritos vindos do décimo andar do edifício.

De acordo com a Polícia Militar, o corpo do homem estava enrolado em um cobertor, dentro de um guarda-roupas no apartamento. A vítima estava amarrada. Ainda não há informações sobre a autoria do crime ou sua motivação.

Atualização

De acordo com o delegado Luiz Alberto Cartaxo, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa, a vítima foi identificada como José Carlos, de 57 anos, que morava no prédio. Conforme as investigações, o homem costumava trazer pessoas para seu apartamento, onde oferecia serviços de corte de cabelo e maquiagem.

A Polícia Civil também informou que, nos últimos dias, uma mulher e dois homens estavam convivendo no local. Os vizinhos relataram terem ouvido barulho semelhante a uma briga durante a tarde e passaram a desconfiar quando José não atendeu mais a porta. A Polícia Militar foi acionada, e encontrou sinais de luta corporal no apartamento.

O corpo da vítima foi localizado dentro do guarda-roupas, enrolado em um cobertor, com mãos e pés amarrados.

O estado em que o homem estava, conforme a polícia, sugere a participação de pelo menos duas pessoas no crime. José estava com uma lesão na cabeça e há suspeita de que tenha sido estrangulado, mas somente a perícia poderá confirmar a causa da morte.

Duas pessoas foram vistas saindo do prédio, com um saco. Alguns objetos, como um aparelho de som antigo, foram roubados do apartamento da vítima. De acordo com Cartaxo, o caso pode se tratar de latrocínio, quando a vítima é morta em decorrência de um roubo, mas o delegado acredita que a morte possa ter outras motivações, ligadas a relacionamentos. Com isso, o assassinato continua sendo investigado pela DHPP.

O corpo será encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).

Fonte: https://massanews.com

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...