O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Segurança

Onda de violência

Condomínios em Cuiabá também sofrem com a falta de segurança

Publicado em: segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Violência chega aos condomínios fechados em Cuiabá

Construídos para serem uma ilha de tranquilidade, os condomínios horizontais já tem dado dor de cabeça para alguns moradores que chegam em casa e descobrem que foram furtados. Em Cuiabá, quatro condomínios já apresentaram problemas, muitas vezes solucionados internamente para que a fama de falta de segurança não ultrapasse os muros. Num deles, um coronel da PM teve a casa arrombada e além de levar vários pertences, tomaram uma pistola e um revólver.
 
Para a Polícia, a falha está justamente no setor de segurança. Policiais da Delegacia de Roubos e Furtos (Derf) da Capital detectaram que houve conivência para a entrada dos ladrões nos condomínios, pois não tinha indícios de arrombamento de muros e tampouco das fechaduras das casas.
 
Segundo o delegado Roberto Amorim, titular da Derrf, um morador encontrou o limpador de piscina dentro da casa dele, já separando alguns produtos para furtá-los. O síndico foi informado do furto e pediu para que a vítima não registrasse queixa. O piscineiro foi demitido e o caso foi abafado.
 
Os policiais descobriram que ao menos 10 casas foram furtadas e como o condomínio ressarciu os prejuízos, a Polícia deixou de investigar.
 
”Esses furtos ocorreram por conivência de alguns, uma vez que as casas não foram arrombadas”, frisou.
 
Um delegado da Derf esteve no condomínio e mostrou que alguns detalhes fazem a diferença, como a colocação de algumas câmeras em determinados locais e principalmente uma checagem mais rigorosa na entrada de veículos.
 
Um morador de um condomínio na MT-010, que liga Cuiabá ao Distrito de Nossa Senhora da Guia, chegou em casa e a encontrou com a porta arrombada e percebeu a ausência de vários produtos. Ele ameaçou procurar a Polícia, mas prontamente o síndico resolveu o problema.
 
As armas furtadas do secretário-adjunto da Casa Militar coronel PM Antônio Ibanez no início deste mês, no entanto, não foram ressarcidas. Ele teve um revólver calibre 38, a pistola 380mm, uma caixa com munição ponto 40 como também um notebook e um aparelho de TV de tela grande. Ele agiu com um cúmplice após arrombarem o muro e fugir de carro.
 
“Ali tem cerca elétrica que foi cortada. Tem também sinal de pés no muro. Tudo indica que os ladrões entraram por ali”, observou o coronel. Para policiais da Derf, no entanto, pode ser apenas uma simulação feita pelos ladrões que poderiam ter entrado pela frente mesmo.
 
Dois dias depois, PMs prenderam um dos três suspeitos que arrombaram a residência, mas não forneceu detalhes de como entraram no condomínio – apenas confirmou o furto dos produtos, incluindo as armas.

Fonte: http://www.odocumento.com.br

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...