O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Administração

Porteira humilhada

Funcionária pede documentos de visitantes e promotora perde o bom senso

Publicado em: segunda-feira, 17 de abril de 2017

Para entrar em condomínio, promotora humilha trabalhadora e caso é apurado

Agente de portaria prestou depoimento ao Ministério Público Estadual
 
Na última sexta-feira (28), trabalhadora de um condomínio de Campo Grande procurou o Ministério Público Estadual (MPE) para denunciar humilhação sofrida por ela e causada por uma promotora de Justiça. Tudo teria acontecido no último dia 15 de agosto e a promotora em companhia do marido teria humilhado a mulher por ela exigir identificação do casal para entrar no condomínio, uma regra do residencial.
 
No depoimento prestado pela mulher que atua como agente de portaria no condomínio Villas Damha, no bairro Tiradentes, desde 2012, ao MPE, ela relata que a promotora identificada como Juliana Martins Zaupa chegou na portaria com o marido por volta das 18 horas do dia 15 de agosto.
 
Em cumprimento à norma do local, a trabalhadora pediu a carteira de habilitação aos dois, o homem disse que não estava com a carteira e esse foi o “gatilho” para explosão de raiva da promotora.
 
A mulher começou a humilhar a agente de portaria dizendo que “não sabiam com quem estavam mexendo” e uma série de xingamentos.
 
Assustada com a situação, a agente da portaria e outro colega de trabalho entraram em contato com a moradora do condomínio que o casal visitaria. A mulher pediu desculpas pelo transtorno e afirmou que atitudes parecidas da promotora já haviam sido registradas, inclusive na entrada de uma boate.
 
O caso foi registrado na Promotoria de Justiça dos Direitos Humanos e deverá ser apurado.

Fonte: http://www.correiodoestado.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...