O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×
Cadastrar
Entrar
Cotar Pedir orçamentos
Seja um fornecedor
menu
Jurídico

Reabertura da economia

Ceará: reformas em condomínios estão liberadas

segunda-feira, 1 de junho de 2020
WhatsApp
LinkedIn

Retomada da economia: reformas em casas e condomínios são permitidas na fase de transição

O setor da Construção Civil está inserido na fase de transição do plano de retomada gradual das atividades econômicas no Estado

As reformas em casas e condomínios poderão ser realizadas a partir de amanhã (1º), conforme pontuou o secretário-chefe da Casa Civil do Governo do Ceará, Élcio Batista, durante live realizada na tarde deste domingo (31). O setor da Construção Civil está inserido na fase de transição do plano de retomada gradual das atividades econômicas no Estado.

"As reformas dentro de casa e nos condomínios estão liberadas", disse Élcio Batista. Ele frisou que a indústria, o comércio e os serviços relacionados à Construção Civil poderão retomar as atividades. "Essas empresas poderão funcionar e poderão construir, reformar, dentro de condomínios, de casas, em qualquer local do estado do Ceará", detalhou.

Élcio Batista e o secretário executivo de Planejamento e Orçamento da Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag), Flávio Ataliba, responderam dúvidas em relação ao decreto que estabelece o retorno de algumas atividades publicado ontem (30) no Diário Oficial do Estado (DOE).

Cuidados na retomada

As empresas do setor devem ter o cuidado de verificar se os funcionários apresentam algum sintoma do coronavírus na retomada, de acordo com o secretário-chefe da Casa Civil. "A empresa que vai com os trabalhadores para realizar essas atividades vai observar se algum funcionário tem sintoma. (Caso tenha), já isola o funcionário e informa a rede de saúde para que a gente faça o teste dele", disse Élcio Batista.

Ele lembrou que a "rede de atendimento aumentou bastante". "O estado do Ceará nos últimos 80 dias chegou a 500 leitos de UTI e foi para muitas cidades que não tinha leitos de UTI", frisou.

"Isso faz parte de uma estratégia que vinha sendo feita desde o ano passado, na plataforma de modernização da saúde do Ceará, e esse esforço fez com que a gente conseguisse, mesmo com o auemnto da demanda, chegar a esse número", disse Élcio Batista.

Fonte: https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...