O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Hubert Gebara

Relação de confiança

Síndico deve apostar em administradora que alie tecnologia e sustentabilidade

Por Hubert Gebara *

Um ótimo começo para o sucesso na gestão do síndico é escolher uma boa administradora.  Ela  é fator de economia. Está apta a fazer a previsão orçamentária com  melhores contratos,  negociação com empresas terceirizadas e  controle do gastos. 
 
Para o síndico, é indispensável delegar as funções administrativas a uma empresa merecedora de confiança. Depois de pesquisar acuradamente, ele deve escolher a administradora “completa”. O que é isso? É aquela que tem os departamentos necessários a uma boa gestão – e  que não são poucos -,  referência qualificada e um sistema de controle e prestação de contas ágil e transparente. A posição financeira de cada condomínio deve ser disponibilizada até duas vezes por dia, via internet. 
 
Na hora da contratação, o síndico deve considerar o tempo de atuação e a experiência da administradora no mercado.  Filiação ao Secovi é um ponto a ser considerado. Deve solicitar referências bancárias e cadastro completo da empresa e seus sócios. Administração de condomínios exige hoje  um sistema hi-tech. É bom conhecer o grau de tecnologia utilizada.
 
É bom ainda analisar o plus. Algumas das melhores administradoras do mercado oferecem  projetos de coleta seletiva de lixo, concièrge, estudos de captação e reuso de águas pluviais, captação de energia solar e outras facilidades que fazem hoje parte o dia-a-dia de muitos condomínios. Algumas poucas estão fazendo reciclagem  de óleo de cozinha, evitando  que o óleo utilizado nas frituras seja entornado na pia e  obstrua a tubulação. Essa coleta transforma o óleo de cozinha usado em biodiesel. 
 
A postura verde não é um modismo. É uma tendência atualmente muito forte no mercado imobiliário e os condomínios estão no olho dessa tendência. Já se sabe  que imóveis “sustentáveis” têm  maior valor de mercado. E as taxas de condomínio podem cair de forma relevante com a adoção dessas práticas.
 
O trabalho da administradora deve começar antes da instalação do condomínio. Se a construtora contratar a consultoria da administradora desde o projeto, fica mais fácil  prevenir custos  em decorrência do correto  posicionamento de guaritas, altura dos muros, detalhes de iluminação, espaços para armazenar material reciclável  e outros itens.  Quando o condomínio já foi instalado, fica mais difícil – e mais caro – cuidar de todas essas questões. 
 
 
(*)
Hubert Gebara é vice-presidente de Administração Imobiliária e Condomínios do Secovi-SP, presidente eleito da Fiabci Brasil  e diretor do Grupo Hubert.

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...