O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Administração

Sem acesso

Loteamentos em Manaus dificultam trânsito em suas vias

Publicado em: sexta-feira, 15 de maio de 2015

Condomínios bloqueiam entradas de acesso para evitar ‘fura fila’ no trânsito

Trechos são utilizados por motoristas para passar à frente durante os  congestionamentos.
 
Utilizados como atalho para passar à frente durante congestionamentos, acessos de alguns condomínios estão sendo fechados na Avenida Torquato Tapajós, na zona norte de Manaus. A medida pretende evitar acidentes, pois os motoristas passam em alta velocidade, informaram os síndicos. É o caso do Residencial Forest Hill. Cones de grande porte e cancelas foram colocados na entrada.
 
O síndico Francisco César Gonçalves disse que até caminhões passavam pela baia. Os condôminos decidiram instalar uma cancela de ferro.
 
“Antes de colocarmos a cancela, usávamos cones e correntes, mas eles ignoravam e passavam arrastando tudo. Ficávamos preocupados com o risco de batidas de carro e até de atropelamentos de pedestres. Tivemos, inclusive, casos de acidentes com danos materiais”, informou Gonçalves. Ele revelou que o condomínio, formado por 582 casas, pagou entre R$ 1,8 mil e R$ 2 mil pelo equipamento.
 
Mesmo com a cancela, motociclistas contornam o chafariz do residencial e passam por cima da calçada do empreendimento para ganhar tempo.
 
No Residencial Tapajós, também na Torquato Tapajós, placas com tinta refletiva, cones para redução de velocidade e outros de grande porte foram instalados, em março deste ano, para tentar impedir o ‘fura fila’ no trânsito. A administradora do residencial, Maíra Sabrity, disse que foram gastos R$ 2,5 mil, mas, mesmo assim, motoristas e motociclista chegam a descer do veículo para afastar os obstáculos. “A necessidade de pôr os obstáculos partiu dos próprios condôminos, mas não é raro vermos um carro voltando ou um motoqueiro afastando os cones para furar o bloqueio”, disse Sabrity.
 
O condomínio havia solicitado a presença de um agente de trânsito no local ao Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), mas a área é particular. “Consultamos se havia a possibilidade de um agente de trânsito atuar no local, até porque a travessia nesta área é muito prejudicada, mas eles informaram ser uma questão privada”, disse.
 
O uso de recuos de empresas e até de retornos sinalizados por semáforo como atalhos pelos condutores, na Avenida Torquato Tapajós, também são comuns. No trecho próximo à fábrica de cerveja Ambev, motoristas que trafegam no sentido bairro/Centro costumam fazer atalho, quando o semáforo fecha, pela alça destinada ao retorno dos veículos que estão no sentido Centro/bairro. A manobra aumenta o risco de colisões graves.
 
Alguns metros à frente, o recuo de acesso à empresa Videolar e que tem a saída próxima a uma faixa de pedestres também é usada pelos motoristas para cortar caminho em alta velocidade.
 

Falta de educação

 
Em nota, o Manaustrans informou que a manobra de condutores em baías de condomínios para cortar caminho não está prevista no Código de Trânsito como infração e que “trata-se de uma atitude de falta de educação (por cortar a frente na fila de veículos) e de falta de respeito aos outros condutores”.
 
O órgão informou que o condutor que executar este tipo de manobra em alta velocidade, a ponto de provocar acidentes, deverá ser apontado como envolvido no acidente, mediante perícia da polícia.

Fonte: http://new.d24am.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...