O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Administração

Sem água

Condomínio em Mogi das Cruzes está com abastecimento comprometido

Publicado em: segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

 Moradores de condomínio em Mogi das Cruzes sofrem com falta d'agua

280 famílias ficaram com o abastecimento de água interrompido. Problema começou há uma semana, segundo moradores.
 
Lavar louça, lavar roupa, fazer comida e tomar banho. Todos esses procedimentos 'rotineiros' ficaram bem mais difíceis de serem realizados na última semana para 280 famílias que moram no Condomínio Bromélias, no Distrito de César de Sousa, em Mogi das Cruzes. Segundo os moradores, a água começou a 'ir e voltar' na última semana, mas desde essa sexta-feira (29) o fluxo de água parou.
 
"Desde ontem não cai mais nenhuma gota", conta a dona de casa Miriam da Rocha Santos, de 34 anos. Com um bebê de 5 meses no colo, Miriam não teve escolha e resolveu comprar galões de água para pelo menos dar banho na criança e fazer a comida. "Só hoje comprei três galões de água, mas está muito caro. Como está faltando água no condomínio, a distribuidora de água aumentou o preço dos galões de R$ 3,50  para R$ 7!", conta a moradora, que diz ter lavado um pouco da louça porque a situação estava insustentável. "Já faz uma semana que a água está irregular. Às vezes a água saia, as vezes não. Ontem parou de vez", diz.
 
Na casa da doméstica Luciana Fernandes Almeida, de 51 anos, a situação também é complicada. "Tenho cinco pessoas em casa. Sendo duas pessoas cadeirantes e outras duas crianças", salienta.
 
Segundo ela, na hora do banho teve que improvisar. "Tive que tomar banho de canequinha hoje", diz. Luciana também comprou galão de água. "Como eu não tinha o galão, paguei R$ 19 pela água".
 
Mesmo assim, ela conta que o problema não chegou nem perto de ser resolvido. "Trabalho a semana inteira, então só tenho o final de semana para lavar a louça, lavar a roupa e fazer faxina na casa. Quando vou ver, não sai mais uma gota da água da torneira", reclama.
 
A dona de casa Rosivana Máximo Nery desistiu de esperar a água voltar e foi para a casa da mãe, quem mora na Vila Cléo, em Mogi das Cruzes. "Tem mais de quatro dias que a água vai e volta, e agora acabou definitivo. To até saindo agora, estou indo para a casa da minha mãe, porque tenho quatro crianças e aqui não dá para ficar", diz.
 
As moradoras contam que na noite desta sexta-feira (29), os outros moradores dos 14 blocos que o condomínio tem se reuniram e fizeram uma manifestação. "Combinaram de fazer as coisas e começaram a levar os objetos para a rua", conta Ramon Souza, de 15 anos, que esteve na manifestação. Segundo ele, a única maneira de se fazer ouvir foi a manifestação. "Nós paramos ônibus e os outros moradores levaram papelão, colchão, sofá, tudo para queimar lá", diz.
 
Michele Santos, também de 15 anos, viu tudo pela janela de casa. "Não fui até a manifestação, mas tinha muita gente lá", se lembra. Segundo ela, os moradores colocaram fogo nos objetos no meio da rua, parando o trânsito da Avenida Ricieri José Marcatto, em César de Sousa. "Tinha mais ou menos umas 500 pessoas lá. Era muita gente".
 
Enquanto a reportagem do G1 estava no condomínio conversando com os moradores, os caminhões-pipa da Prefeitura de Mogi das Cruzes abasteciam a caixa d'agua do condomínio. "Acho que já vieram mais de dez caminhões-pipa hoje", diz Ramon. A água começou a voltar por volta das 17h.
 
O Serviço Municipal de Água e Esgoto (Semae) informou que as equipes técnicas ainda não conseguiram identificar onde foi o rompimento da rede que gerou todo o problema no Condomínio Bromélias. Ainda de acordo com a autarquia, as equipes ainda estão no local e devem voltar neste domingo (1º) a procura do problema. Para garantir a água no condomínio, o Semae disse também que a caixa d'agua do condomínio foi abastecida.

Fonte: http://g1.globo.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...