O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Ambiente

Sem água

Condomínio no DF fica dias sem abastecimento devido a vazamento

Publicado em: quarta-feira, 10 de julho de 2013

 Moradores reclamam de falta d’água no DF; Caesb pede ‘compreensão’

Vazamento em cano causou interrupção no fornecimento, dizem moradores. Contratos no fim atrasam atendimento; serviço será normalizado, diz Caesb.
 
Moradores de um condomínio do Jardins Mangueiral, em São Sebastião, no Distrito Federal, reclamam que estão sem água desde a manhã de sábado (6). Eles dizem que a causa é um vazamento em um cano numa área sob responsabilidade da Caesb e que já fizeram três pedidos junto à empresa, informando sobre a interrupção no serviço. Até as 19h desta segunda-feira (8), o fornecimento não havia sido normalizado.
 
A companhia de abastecimento informou que os atendimentos estão demorando para acontecer porque alguns contratos com empresas de manutenção acabaram. Por meio de nota, a empresa pediu "compreensão" e disse que os serviços estão normalizados.
 
"A Caesb pede compreensão aos moradores porque vive um momento de transição de contratos de serviço de manutenção de água e de esgoto. As negociações estão, no momento, bem adiantadas. Com a assinatura de contrato com duas empresas, os serviços estão sendo gradativamente colocados em dia", disse a nota.
 
O fornecimento de água no condomínio começou a ser interrompido por volta das 11h do sábado (6), segundo a síndica, Silvana Ferreira Vidal do Amaral. Ela diz que o condomínio não possui hidrômetro individual e que o fornecimento de água é de a responsabilidade da Caesb desde maio último, quando foi instalado um medidor geral no local.
 
Silvana afirma que entrou em contato com a companhia no sábado pela manhã, no domingo à noite e na segunda-feira à tarde.
 
"Até essa hora a Caesb não apareceu e estamos sem água no condomínio, com aproximadamente 80 famílias morando, incluindo idosos, adultos, crianças e bebês", diz.
 
Em um dos atendimentos, um funcionário da companhia informou que o início dos reparos estava previsto para depois das 19h desta segunda.
 
Depois de dois meses da instalação do hidrômetro geral, a companhia ainda não iniciou a leitura mensal do consumo, de acordo com a síndica. Ela diz que o cadastro do número do hidrômetro junto a Caesb também não foi feito.
 
O condomínio conta com 442 unidades habitacionais, mas a maior parte está sem moradores. Cerca de 200 chaves já foram entregues as proprietários, segundo Silvana.

Fonte: http://g1.globo.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...