O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Manutenção

Sem água ou esgoto

Condomínio novo sofre com crateras e rachaduras, nem caminhão de lixo passa

Publicado em: terça-feira, 11 de fevereiro de 2014
Sem água ou esgoto

Condomínio financiado pela Caixa tem crateras e rachaduras gigantes

Conjunto habitacional em Novo Gama não tem água, esgoto e nem asfalto. Caixa diz que manutenção das casas é de responsabilidade dos donos.
 
O Bom Dia Brasil mostra a indignação de moradores de um conjunto habitacional, em Novo Gama, perto de Brasília. O condomínio, financiado por um programa da Caixa Econômica Federal, não tem água, esgoto, nem asfalto. E para piorar, paredes estão rachadas e verdadeiras crateras ameaçam as casas.
 
Aparência de cidade fantasma. Nada de asfalto ou rede de esgoto. Para ser chamado de condomínio o Residencial Santa Luzia precisa de melhorias. A cooperativa responsável pela venda dos imóveis não se manifesta sobre os problemas.
 
“Falaram que eles não tem mais nada a ver com isso. Já foram entregues as casas, quem quiser tomar de conta do jeito que tá que tome”, reclama a dona de casa Thaís Leite.
 
A falta de água tratada também incomoda os moradores. No local existe uma central de abastecimento, mas o projeto de água encanada nunca saiu do papel. Mas nada se compara às crateras que tomaram conta do terreno.
 
Duas casas estão praticamente condenadas pela erosão. Em outras, a situação é ainda mais grave: a Defesa Civil teve que interditar os imóveis e expediu uma ordem de despejo para os moradores.
Há várias casas com rachaduras. Dona Alana tem medo de as paredes desabarem: “A rachadura aqui por dentro que nós já mandamos arrumar também uma vez e novamente voltou a rachar”.
 
No local existe um escritório da construtora que administra o condomínio. Mas ninguém quis falar com a equipe do Bom Dia Brasil. Para os moradores sobra o sentimento de revolta.
 
“Agora é só buraco, não passa mais carro, carro de lixo não passa aqui, não passa nada”, garante a cabeleira Andrea Monteiro.
 
Apesar de tudo isso, a Caixa disse que as casas foram entregues há três anos, em condição de serem habitadas. E que a manutenção é de responsabilidade dos donos.
 
A cooperativa disse agora que está buscando dinheiro com o governo do estado para concluir as obras.

Fonte: http://g1.globo.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...