O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Administração

Sem energia

Residencial em Teresina sofre com falta de luz

sexta-feira, 16 de agosto de 2019
WhatsApp
LinkedIn

SDU Sul é acusada de não pagar energia do residencial Wall Ferraz

A Assessoria da Superintendência informou que foi um erro e que já foi contestado junto a Cepisa Equatorial

O Viagora recebeu denúncia através de uma moradora do residencial Wall Ferraz, localizado no Portal da Alegria, relatando a ausência de energia no condomínio por conta da falta de pagamento da SDU-Sul de Teresina (PI).

De acordo com a aposentada Lucilene Mendes da Silva, moradora do Bloco 11, a SDU Sul teria se intitulado responsável pelo pagamento da energia elétrica não só do seu condomínio, como de todo o residencial.

“Nós temos cerca de quatro anos que recebemos os apartamentos. Quando fomos receber, sabíamos que tinha que ter uma pessoa responsável pela luz do condomínio. Teve uma empresa que entrou para eleição de síndico, mas a maioria não aceitou porque são apenas quatro moradores por bloco, então resolveríamos entre a gente. Um dia em 2017, a Eletrobrás foi até lá e colocou um contador de energia. Perguntei aos trabalhadores da empresa quem tinha pedido essa energia para o condomínio e eles disseram que tinha sido a SDU-SUL e ela quem iria pagar e se responsabilizar por toda a luz do residencial”.

A aposentada relata também que nunca havia chegado nenhum talão cobrando a energia do condomínio. “Nunca chegou um talão para a gente, mesmo que tivesse no nome da SDU se tivesse chegado o talão nós pagaríamos. Agora no final do mês de junho eles começaram a tirar os contadores de todo o residencial, deixando os condomínios sem energia, os apartamentos têm luz, mas os condomínios do residencial, não”.

Segundo Lucilene, os moradores não têm como resolver a situação pois o débito não é deles. “ Nós estamos impedidos de pedir luz porque eu já fui tentar legalizar a situação e não tem como. A gente não pode pagar esse débito que não é nosso que é da SDU, Só o meu bloco segundo a Equatorial, deve mais de R$ 800 reais.”

A moradora disse que procurou a SDU-Sul, mas a superintendência negou que tenha se responsabilizado pelo pagamento de luz do residencial. “Eu já fui até a SDU, eles disseram que não pediram energia para lá e que eles estão tentando descobrir quem mandou ligar a luz de lá. Nós estamos impedidos de fazer qualquer negociação porque a luz é no nome da SDU. Lá tem vários débitos, varia de acordo com cada condomínio. Inclusive já está vindo conta mesmo depois que eles levaram o contador que eles mesmos tiraram em junho”.

Outro lado

O Viagora procurou a SDU-Sul sobre a denúncia. Através da assessoria foi emitida uma nota sobre o caso.

O superintendente da Sdu Sul, Paulo Lopes, disse que esse direcionamento a Sdu Sul foi um erro que já foi contestado junto a Cepisa Equatorial.

A reportagem também procurou a Equatorial Piauí que emitiu uma nota de esclarecimento sobre o assunto:

A Equatorial Piauí esclarece que as áreas comuns dos condomínios do Residencial Wall Ferraz tiveram seus medidores de consumo de energia instalados ainda sob a gestão anterior e que, ao assumir o controle da empresa, tendo recebido reclamação acerca da titularidade (e responsabilidade pelo pagamento regular das faturas de energia elétrica), seguindo os procedimentos regulatórios, procedeu à desvinculação das unidades consumidoras do nome do solicitante. Informa ainda que, para o restabelecimento do fornecimento, a parte interessada no fornecimento de energia, deverá procurar a concessionária para a regularização cadastral.

Fonte: https://www.viagora.com.br

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...