O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Administração

Sem habite-se

Prédio em Ribeirão Preto (SP) já tem moradores e problemas estruturais

Publicado em: segunda-feira, 28 de maio de 2012

 Prefeitura cassa habite-se de condomínio

30 famílias moram no local, mas prédio não poderá receber mais moradores até que reforma seja feita
 
A Prefeitura de Ribeirão Preto suspendeu nesta segunda-feira (12) o habite-se concedido para o Condomínio Fit Mirante do Sol, erguido pela Construtora Tenda no bairro Ipiranga (zona Norte), depois de o Corpo de Bombeiros cassar o Auto de Vistoria. Com isso, nenhum apartamento poderá ser ocupado a partir desta terça-feira.
 
O empreendimento, ainda em fase final de construção, mantém problemas estruturais, como falta de sistema de drenagem de água nas sacadas, infiltrações nos apartamentos e ausência de sistema de brigada de incêndio.Ao menos 30 mutuários residem nos apartamentos entregues há pouco mais de um mês. Caso a construtora Tenda permita que as famílias continuem no local, a responsabilidade em caso de acidente será dela.
 
O secretário municipal de Planejamento Fernando Piccolo afirma que a decisão de suspender o habite-se ocorreu por conta da cassação do auto de vistoria pelo Corpo de Bombeiros.
 
"Esse auto de vistoria dos Bombeiros é uma das exigências da Prefeitura para a emissão do Habite-se, documento no qual aponta que o empreendimento atende as condições de habitabilidade", diz.
 
O 9º Grupamento do Corpo de Bombeiros de Ribeirão comunicou a cassação do auto de vistoria no Diário Oficial do Estado, no sábado (Leia ao lado).
 

Emissão do habite-se

 
Piccolo afirma que o habite-se foi concedido no dia 28 de setembro, depois de uma vistoria no empreendimento e da entrega de vários documentos por parte da construtora.
 
Os documentos entregues pela Tenda foram a Certidão de Abastecimento e Esgotamento do Daerp, o projeto de paisagismo, documento de doação de área para a Prefeitura registrada em cartório, além do recolhimento do ISS (Imposto Sobre Serviços).
 
"A nossa vistoria é diferente do Corpo de Bombeiros. Averiguamos questões relacionadas à acessibilidade. Sem o auto de vistoria, não entregamos o habite-se. Fizemos tudo conforme previsto em lei." A Tenda voltará a receber o habite-se após corrigir as irregularidades.
 

Construtora crê em solução nos próximos 10 dias

 
Por meio da assessoria de imprensa, a Construtora Tenda disse que está analisando os apontamentos que constam no Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiro e acredita que as modificações necessárias sejam realizadas em um prazo de até dez dias.
 
"A Tenda afirma ainda que desconhece a cassação do habite-se do empreendimento e que irá averiguar essa informação", diz. O caso veio à tona depois que o pesquisador e professor aposentado Orivaldo Tenório de Vasconcelos fez uma representação contra a construtora no Ministério Público Estadual. "Eu fui enganado. É um caso de estelionato. Os apartamentos não têm condição mínima para que seja habitado", diz. A reclamação foi noticiada pelo A Cidade na última quinta-feira.
 

Fonte: http://www.jornalacidade.com.br

Aviso importante:

O conte��do exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...