O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Manutenção

Sem luz

Sem gás, moradores sobrecarregaram rede elétrica de residencial no ES

Publicado em: domingo, 4 de setembro de 2016

Condomínio de luxo de Vitória fica sem gás e sem energia

Construtora tem até esta terça-feira para se posicionar sobre instalação. Local está há 22 dias sem fornecimento de gás por causa de vazamentos.

O condomínio  de luxo Privilège, no bairro Praia de Santa Helena, em Vitória, ficou cerca de três horas sem energia elétrica, na tarde desta segunda-feira (29).

Os moradores alegam que a causa foi uma sobrecarga, devido ao aumento do uso de eletrodomésticos, como panelas elétricas e mergulhão.

O condomínio já está há 22 dias sem fornecimento de gás devido a vazamentos atestados pelo Corpo de Bombeiros.

A queda brusca de energia pode ter afetado somente o  condomínio  já que a EDP informou, por meio de sua assessoria, que não registrou nenhuma reclamação de interrupção do serviço na região no mesmo período.

Segundo o advogado e morador do condomínio Frederico Machado, de 36 anos, seus vizinhos relataram que a queda de energia ocorreu por volta do meio-dia, justamente durante o horário de almoço.

“Muitas famílias compraram panelas elétricas, mergulhão e outros eletrodomésticos. Isso pode ter causado uma sobrecarga na rede elétrica. Uma das torres ficou três horas sem energia”, explica.

O  condomínio  conta com duas torres que somam 192 apartamentos de alto padrão, avaliados em R$ 1 milhão em média, segundo o advogado que representa os moradores, Gedaias Freire. Ele também acredita em sobrecarga.

“O prédio foi projetado para ter uma determinada demanda de energia, já que tanto fogões quanto chuveiros funcionam a gás. Como não está havendo gás, os moradores estão usando mais aparelhos elétricos e esse uso aumentou a demanda”, defende.

Prazos

Ele esclarece também que vence nesta terça-feira (30) o prazo de 48 horas, determinado pela Justiça, para a Metron Engenharia apresentar um estudo de viabilidade técnica para instalação de chuveiros elétricos nos apartamentos.

Sobre a ajuda de custo solicitada pelos moradores à construtora, Freire detalha que a Justiça solicitou uma estimativa de gastos com alimentação fora de casa, por apartamento, e que solicitaram prazo maior para fazer o levantamento.

Outro lado

Questionada sobre o estudo de viabilidade técnica para instalação de chuveiros elétricos nos apartamentos e das demais reivindicações dos moradores, a Metron Engenharia encaminhou a mesma nota enviada na sexta-feira (19).

No texto, ela alega que realizou os testes de estanqueidade solicitados pelos Bombeiros, no final do mês passado, em metade dos apartamentos e que não foi identificado vazamento de gás.

Alegou também que o órgão suspendeu o fornecimento de gás desconsiderando esses testes. A empresa afirmou ainda que os tubos de cobre são extremamente resistentes, diferente dos de ferro, que o projeto da obra recomenda, segundo a laudo preliminar da perícia solicitado pela Justiça e incluso nos autos do processo judicial.

Fonte: http://g1.globo.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...