O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Manutenção

Sem manutenção

Condôminos do PAR, em SP, querem trocar de administradora

Publicado em: quinta-feira, 27 de junho de 2013

 Grupo reclama da falta de manutenção em prédios do PAR

Condôminos de SP lutam para retirar administradora escolhida pela Caixa.
 
 
Moradores do condomínio Sal da Terra 1, na Zona Leste de São Paulo, que pertence ao Programa de Arrendamento Residencial (PAR), da Caixa Econômica Federal, conseguiram, por meio de uma votação, retirar a empresa que administrava o local. Os condôminos reclamam da falta de manutenção e descaso. O problema se repete em outros prédios do PAR, como mostrou a reportagem do SPTV desta terça-feira (25).
 
No Programa de Arrendamento Residencial, criado em 2001 pela Caixa, as moradias populares são pagas em até 15 anos. No fim do contrato, o morador tem a opção de comprar o apartamento. Os prédios não têm síndicos: eles são administrados por uma empresa indicada pelo banco. Em três lugares visitados pela equipe do SPTV, os moradores afirmam que as administradoras não estão fazendo um bom trabalho e querem tirá-las do controle.
 
Em março, um representante da Caixa esteve nos condomínios Sal da Terra 1, 2 e 3 e prometeu mudanças. O prazo venceu e a situação dos 180 moradores não mudou. Depois da votação, a instituição bancária deu um prazo de mais três meses para providenciar a documentação.     
 
"A gente não quer esperar porque não quero ficar pagando mais 90 dias o valor de R$ 209. Só durante três meses, são R$ 600. Multiplica isso vezes 180 pessoas. Eu não tenho o direito de opinar, eu só tenho direito de pagar. A minha única opção aqui é pagar", fala a promotora de merchandising Aline de Lima.
 
Num condomínio vizinho, os moradores também se mobilizaram, fizeram uma assembleia para retirar a atual administração, mas não conseguiram o número de votos necessários.
 
"Não votamos para que a administradora entrasse no condomínio. Então, como foi a Caixa que licitou, acredito que ela tenha o poder de tirar imediatamente essa administradora daqui”, afirma a professora Cleide Rodrigues da Silva.
 
No condomínio Nova Petrópolis, em Guarulhos, 180 moradores lutam para melhorar a administração. Desde que foi construído, há dez anos, o condomínio nunca foi pintado. Esta semana o mato foi cortado e a pintura, reforçada. O alambrado da quadra continuava esburacado e o forro do telhado, pendurado.
 
No apartamento do autônomo Omar Rufino da Silva, o teto do banheiro está cheio de infiltração. “Faço contato com eles, eles falam que é assim mesmo, vai esperando, vai esperando e o tempo vai passando. Já são sete anos, daqui a pouco é oito, é nove, é dez. Continua tudo mofado”, conta.
 
Ele participou junto com os outros moradores de uma votação para trocar a empresa que cuida dos prédios. O problema é que faltaram 12 votos - a Caixa exige dois terços de moradores favoráveis pra aceitar a mudança.
 
"A impressão que dá é que a Caixa cobre tudo o que a administradora faz, passa a mão na cabeça da administradora, porque eles podem fazer o que quiser que para Caixa está ótimo”, diz a dona de casa Nilza Virgínia.
 
O SPTV procurou a Administradora Principal, responsável pelos condomínios, mas ela informou que só a Caixa poderia falar. Em nota, o banco esclarece que desde março vistoriou os prédios do PAR na Grande São Paulo e monitora as ações corretivas.
 
Em relação aos condomínios Sal da Terra 1, 2 e 3, diz que resolveu problemas de iluminação, pintura, recuperação dos parquinhos, limpeza de calhas, troca de hidrômetros, entre outros. Sobre o Nova Petrópolis 1 e 2, fez consertos do portão automático, da tubulação de gás e das quadras, além de outras melhorias.
 
Em relação às assembleias do fim de semana, informa que está implantando o modelo de gestão compartilhada nesses condomínios para que os moradores possam participar mais e que a destituição da administradora será uma consequência da implantação desse novo tipo de gestão e disse que se alguém tiver alguma dúvida pode ligar no 0800 726 0101.

Fonte:

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...