O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Segurança

Unidade roubada

Suspeita é que ladrões entraram em porta-malas no condomínio

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

Ladrões que furtaram R$ 500 mil de casa podem ter entrado em condomínio pelo porta-malas, diz polícia

Chefe da quadrilha alugou casa no condomínio, em Itapetininga, por cinco meses para 'vigiar' as vítimas. Três pessoas foram presas em São Paulo e Embu das Artes.

Os ladrões que conseguiram furtar R$ 500 mil de uma casa em um condomínio de luxo, em junho deste ano, em Itapetininga (SP), podem ter entrado no local pelo porta-malas do carro do chefe da quadrilha, segundo informou a Polícia Civil.

Dois homens e uma mulher foram presos nesta quinta-feira (8), em São Paulo e Embu das Artes, suspeitos de participarem do crime. O líder do grupo continua foragido.

De acordo com o delegado da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Agnaldo Ramos, o chefe alugou uma casa no condomínio e morou nela por cinco meses.

"Ele deu nome de duas pessoas que, pelo que apuramos, são falsos. Na portaria não tem registro de visitas. Então, acreditamos que os intagrantes do grupo entraram no local pelo porta-malas do carro", diz.

De acordo com o delegado, a quadrilha é especializada em furtos de condomínios e pode ter cometido outros assaltos na região.

"Todos são especializados em furtos e roubos em condomínios de luxo. Então, acreditamos que, com a prisão deles, conseguiremos esclarecer outros casos, não só em Itapetininga, mas em São Paulo e região.

Ainda segundo o delegado, a forma de agir dos criminosos chamou a atenção da Polícia Civil.

"O que chamou a atenção foi o planejamento do crime, como arquitetaram. Eles alugaram uma residência no condomínio e a partir daí começaram a monitorar os moradores. Quando tiveram a oportunidade, fizeram o furto e causaram prejuízos aos moradores. Porém, ainda não sabemos se tinham apenas esses moradores como vítimas ou se iam furtar outras casas", diz.

Prisão

Segundo a Polícia Civil, durante as investigações, policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) constataram que os criminosos eram de São Paulo e Embu das Artes.

"A partir da ocorrência conseguimos levantar o receptador de algumas mercadorias subtraídas da vítima. Seguimos com as investigações e chegamos na identificação dos quatro suspeitos", afirma o delegado Agnaldo Ramos.

Nesta quinta-feira (8), equipes deflagraram uma operação, onde cumpriram mandados de prisão temporária e de busca e apreensão.

Três suspeitos foram presos e um conseguiu fugir. Eles vão responder por associação criminosa e furto qualificado.

A mulher foi encaminhada para a cadeia de Cesário Lange e os outros foram encaminhados para a cadeia de Piraju.

Crime

Os criminosos invadiram o imóvel quando a família estava viajando, estouraram o cofre e levaram cerca de R$ 500 mil, além de joias e relógios das vítimas.

Os moradores só souberam do caso quando um funcionário chegou ao local e viu a casa bagunçada, com o cofre aberto.

 

Fonte: https://g1.globo.com

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...