O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Mercado

Valorização das unidades

São Conrado, no Rio, deverá viver aumento do preço dos apartamentos

Publicado em: quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

 Preço de imóveis no bairro deve subir 40%

"São Conrado é símbolo histórico das desigualdades sociais no Rio"
 
Depois de pelo menos duas décadas de incertezas e de uma gradual desvalorização dos imóveis, o bairro de São Conrado vê o iminente apaziguamento da Rocinha com grande expectativa. Corretores e moradores estimam que os valores de apartamentos e casas sejam elevados em até 40%. Mas isso só deve acontecer em seis meses, se a situação estabilizar.
 
Não será como aconteceu em Botafogo, nas proximidades do Morro Dona Marta (o primeiro a receber uma UPP, há três anos), acredita Pedro Carsalade, presidente da Associação Brasileira das Administradoras de Imóveis (Abadi).
 
Em Botafogo, a valorização (em alguns casos de 100%) foi rápida. Mas o Dona Marta é muito menor (tem um décimo da população da Rocinha) e há o batalhão da PM quase em frente.'
 
Os proprietários do entorno da favela sofrem com a dificuldade de comercializar e alugar seus imóveis, o que aumenta quando se registram episódios sangrentos, como as guerras entre traficantes de 2004, 2006 e 2008, ou impactantes por sua ousadia em 2010, o bando de Nem, em fuga, invadiu o Hotel Intercontinental, o que espantou os hóspedes por um bom tempo.
 
Calcula-se que a desvalorização no bairro gire em torno de 30% o que vale para apartamentos em condomínios com piscina, quadras de tênis e playground, erguidos nas décadas de 1970/80, época de pré-tiroteios, assim como para mansões de mil m² cravadas no meio da área verde remanescente.
 

Confiança

Um apartamento de 200 m² que na Gávea, Jardim Botânico ou Leblon varia entre R$ 2,5 milhões e R$ 4 milhões; no Village São Conrado, de frente para o morro, 'não chega a R$ 1 milhão', diz o corretor Jarbas Coutinho, da Gávea Rio Imóveis, com experiência de 30 anos na região. 'Em São Conrado sempre se teve medo de bala perdida. Perdi um negócio no meio quando invadiram o hotel. Vai demorar para criar confiança.'

Fonte: http://estadao.br.msn.com

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...