O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Convivência

Vizinho problema

Prédio em construção acaba com sossego dos vizinhos, em BH

Publicado em: quinta-feira, 7 de julho de 2016

Rachaduras em edifício na Savassi voltam após reforma 

Moradora reclama que construtora maquiou problemas causados por obra vizinha; empresa garante que intervenções foram suficientes

Dois dias após voltar para a casa, depois de quase três semanas fora, a dona de casa Mariana Carmelita Batista Novaes, 46, percebeu que os problemas que a obrigaram a deixar seu apartamento, na esquina das ruas Antônio de Albuquerque e Levindo Lopes, na Savassi, capital, voltaram a acontecer.

São trincas e rachaduras no piso e nas paredes que, segundo ela, foram provocadas pela construção de um prédio vizinho. A dona de casa reclama que os problemas teriam sido “maquiados” pela empresa responsável pelo empreendimento, que a manteve em um hotel com a promessa de resolver as falhas estruturais do apartamento.

“Desde que as demolições para o início das obras começaram, há quatro anos, nós não tivemos mais sossego. A casa ficou cheia de rachaduras, vidros das janelas quebraram, móveis estragaram, e até infiltração na parede teve aqui”, contou Mariana, que vive há 42 anos no local. Em 2015, O TEMPO mostrou a situação.

Obras intermináveis castigam alunos de escolas tradicionaisSaudabilidade nos edifíciosInaugurada por Lula, reforma de centro da Petrobras teve 17 aditivos

Em 3 de junho, Mariana procurou a empresa que, no dia 6, a enviou para um hotel com a família para fazer os reparos. “No dia 24, uma sexta-feira, falaram que poderíamos voltar para o apartamento, e, no domingo, as rachaduras voltaram uma a uma, na sala e na área externa. Eles só passaram tinta, mascararam os problemas”, contou.

Mariana procurou novamente a empresa, que, segundo ela, teria dito, por meio de representantes, para ela procurar a Justiça.

“Só quero que a empresa cumpra a promessa que fez”, revelou.

Resposta. Em nota, a Patrimar, construtora responsável pelo empreendimento, afirmou que fez as reformas necessárias e que enviou um funcionário ao local após ser notificada pela moradora sobre uma nova rachadura.

Histórico

Obra. Em janeiro de 2015, a Defesa Civil determinou o isolamento do muro que separa a casa de Mariana e as obras do empreendimento. Um tapume foi colocado até que as obras necessárias fossem feitas.

Barulho e poeira geram reclamações

Iniciada em 2014, a construção do empreendimento tem previsão de conclusão em dezembro de 2017. Enquanto isso, moradores do prédio vizinho reclamam das consequências das obras.

“Meu filho tem asma e sofre com a poeira. Além disso, perdi todos os alunos de aulas particulares por causa do barulho”, contou a dona de casa Mariana Carmelita Batista Novaes, 46.

A coordenadora de consultoria Rachel Sabino, 38, também reclama. “O barulho é o que mais incomoda, mas meu medo maior é que esse prédio desabe”, disse. A Patrimar não se posicionou sobre as reclamações. (RM)

Fonte: http://www.otempo.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...