O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Ambiente

Água individualizada

Em Rio Preto (SP), condomínios economizam com a medida

Publicado em: terça-feira, 17 de março de 2015

Por economia, condomínios de Rio Preto individualizam o hidrômetro

Modelo divide valor da conta de água de acordo com cada morador. Hidrômetros individuais também ajudam a controlar o desperdício.
 
O uso da água em condomínios é sempre uma questão polêmica. Os moradores pagam a conta sem saber exatamente o quanto está gastando. Para tentar economizar água e equilibrar o valor da conta, alguns condomínios de São José do Rio Preto (SP) individualizaram os hidrômetros. 
 
Ligar a máquina de lavar roupas uma vez por semana e ensaboar toda a louça antes de enxaguá-la são algumas das estratégias que a aposentada Remilda Migliori utiliza para economizar água. O problema é que mesmo tomando todos esses cuidados, o valor da conta nunca muda.
 
“Eu sou econômica, eu moro sozinha, tenho pouca roupa, pouca louça e o valor é sempre o mesmo”, comenta.
 
No prédio onde ela mora são 36 apartamentos e apenas um hidrômetro, a conta de água é dividida por igual e está embutida na mensalidade do condomínio. Mas na fatura, o valor não está especificado. “Eu acho que cada um deveria pagar o que usa”, afirma Remilda.
 
O mesmo problema acontecia em um condomínio de casas de Rio Preto. Há dois anos, o sistema de cobrança mudou, o contador Adalberto Aniceto era o sindico na época e decidiu individualizar os hidrômetros. “Eu via que tinha muitas pessoas desperdiçando, lavando carro, garagem. Resolvemos colocar um em cada casa, a maneira mais justa para cobrar o gasto de água”, comenta Adalberto.
 
Depois que foram instalados os hidrômetros em todas as casas do condomínio, o valor da conta de água caiu em torno de 50%. Com isso, as famílias passaram a economizar água, controlar o desperdício e até mesmo identificar possíveis vazamentos nas casas.
 
De um mês para o outro, a conta geral que variava em torno de R$ 9 mil caiu para menos de R$ 6 mil, na época do rateio, cada morador gastava de R$ 50 a R$ 70 por mês. Hoje, com a cobrança individual, o ex-síndico não paga mais que R$ 30 de água.
 
“Um investimento que desde que foi proposto em reunião de condomínio, todos aprovaram”, diz Adalberto.
 
Germano Hernandes Filho é especialista em recursos hídricos. Ele diz que muitos condomínios ainda resistem em instalar os medidores individuais, mas a tendência é que isso mude logo. “Eu acho que os condomínios já deveriam pensar nisso, contratar especialistas para verificar custos e propor essa modificação”, completa Germano.

Fonte: http://g1.globo.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...