O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Ambiente

Água individualizada

Lei em Sorocaba facilita para condomínios que já contam com essa política

Publicado em: segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Condomínios deverão ter os hidrômetros individualizados

Câmara aprovou projeto que prevê a cobrança por unidade habitacional
 
 
A Câmara Municipal de Sorocaba aprovou ontem, em primeira discussão, o projeto do prefeito Antonio Carlos Pannunzio (PSDB) que institui a leitura e cobrança de consumo de água por hidrômetros individualizados nos condomínios instalados no município.
 
O projeto altera a lei 8.610/2008 de autoria do vereador Jessé Loures (PV) prevendo que o Saae proceda à leitura e cobrança não apenas dos valores do medidor principal, mas também dos medidores individuais, que antes ficavam sob a responsabilidade do próprio condomínio. Segundo o projeto, os condôminos também terão de pagar a diferença entre a soma dos consumos individuais e do total, de forma igualitária.
 
Esta diferença corresponde aos gastos de água com limpeza de áreas comuns, grama e outros equipamentos e instalações. O valor dessa parte dos gastos será rateado de forma igual entre todos os moradores do condomínio.
 
 
Dúvidas esclarecidas
 
 
O diretor-geral do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), Adhemar José Spinelli Júnior, e o diretor da autarquia, Diógenes Brotas, foram à Câmara para esclarecer as dúvidas dos vereadores.
 
Nos debates, o vereador José Crespo (DEM) retirou o seu projeto substitutivo, que referia-se à instalação de hidrômetros individuais em loteamentos fechados, e não em condomínios. O vereador Marinho Marte (PPS) apresentou emenda ao projeto do prefeito propondo que o Saae proceda à leitura e cobrança individualizada nos condomínios existentes antes da data de vigência da lei nº 8.610/2008. Marinho explicou que sua emenda sana uma falha na lei original. A emenda também foi aprovada pelos vereadores.
 
 
Novos e antigos
 
 
Pelo projeto, a individualização dos hidrômetros passa a valer para futuros condomínios e também para os já existentes, informou Crespo, o que também foi confirmado pelo Saae. Crespo acrescentou que a nova medida valerá para condomínios verticais e horizontais. O Saae informou que os condomínios já existentes terão que fazer adaptação hidráulica para se adequarem à mudança.
 
De acordo com o diretor do Saae, os condomínios já implantados deverão confirmar a adesão à nova medida por meio de assembleia e depois fazer ao Saae a solicitação de mudança no sistema de leitura e cobrança.
 
Crespo ensaiou a apresentação de emenda com pedido de anistia para os condomínios que têm dívidas com o Saae, mas desistiu por discordar da anistia e também porque o diretor do Saae desvinculou a existência de passivos financeiros com a mudança para a leitura individual de hidrômetros nos condomínios. Há condomínios que têm quase R$ 1 milhão em dívidas com o Saae.
 
 
Discussão prolongada
 
 
A discussão sobre o assunto, que tinha sido iniciada na sessão legislativa de terça-feira, começou ontem às 10h15 e terminou às 12h - durou uma hora e 45 minutos. Houve um momento, em meio às perguntas dos vereadores e respostas do diretor do Saae, que o presidente da Câmara, Cláudio do Sorocaba 1, tentou agilizar a votação, mas só conseguiu depois de esgotados os argumentos de ambas as partes. Ele disse que no ritmo dos debates a discussão podia se transformar em audiência pública. O projeto do prefeito Antonio Carlos Pannunzio voltará à pauta da sessão ordinária para a segunda e definitiva votação no plenário.
 
Notícia publicada na edição de 19/09/14 do Jornal Cruzeiro do Sul, na página 007 do caderno A - o conteúdo da edição impressa na internet é atualizado diariamente após as 12h.
 

Fonte:http://www.cruzeirodosul.inf.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...