O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Jurídico

Aluguel social

Famílias de condomínio demolido não receberam benefício

sexta-feira, 5 de julho de 2019
WhatsApp
LinkedIn

Moradores de condomínio demolido em Campo Grande reclamam de atraso no aluguel social

Prefeitura afirma que falta liberação de verba do governo federal e que benefício será regularizado até sexta. Moradora foi despejada de onde vive por falta de pagamento

Os moradores do condomínio Jambalaia, em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio, que foi demolido pela prefeitura em setembro, afirmam que estão sem ter onde morar. Os prédios foram demolidos sob a alegação de risco de desabamento. Há a promessa da construção de um novo condomínio, só que a obra ainda não saiu do papel e quem vivia na área reclama de atrasos no pagamento do aluguel social.

“É muito triste, porque está abandonado, cheio de mato e ninguém está fazendo nada”, destacou a manicure Ângela Maria de Oliveira.

Na época, a Defesa Civil alegou que a estrutura estava comprometida. A ideia é que o terreno fosse usado para a construção de 300 apartamentos para as famílias.

Quem vivia no local conta que a Prefeitura do Rio deu o prazo até junho de 2020 para tudo estar pronto. Só que os prédios não começaram a ser erguidos. Muitos tapumes, que mantinham o terreno fechado, foram arrancados.

Pagamento atrasado

A promessa é que, enquanto os novos apartamentos não estivessem prontos, os moradores receberiam aluguel social de R$ 400 por mês. Porém, as famílias afirmam que o pagamento vem atrasando desde o começo do ano.

“Os atrasos sempre aconteceram. Nunca cai em uma data certa”, explicou a doméstica Daiane Aguiar.

Ana Paula Rodrigues, que está desempregada, já recebeu ordem de despejo. “Eu já estou na rua, desmontei as coisas lá de casa já”, contou.

A Prefeitura do Rio afirmou que já fez todo o processo para a implantação do programa “Minha casa minha vida”, que vai construir 300 unidades habitacionais na região e que só falta o governo federal liberar recursos para o começo das obras. E que o pagamento será efetuado até sexta (5).

Fonte: g1.globo.com

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...