O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Síndico profissional

Capacitação do síndico

Saiba qual caminho é o mais indicado para o seu objetivo

Saiba qual caminho é o mais indicado para o seu objetivo

Não basta dar os passos que nos devem levar um dia ao objetivo, cada passo deve ser ele próprio um objetivo em si mesmo, ao mesmo tempo que nos leva para diante.

Johann Goethe

Ser síndico é uma atividade cada vez mais complexa e com muitas responsabilidades. Isso porque as regras que tangem a gestão condominial só aumentam, pedindo, cada vez mais, atenção e comprometimento a essas demandas.

Dessa forma, investir em capacitação para ser um síndico eficaz vem tornando-se uma alternativa que, a cada ano, ganha mais força.

E não é algo que se recomenda apenas a quem é profissional da área. Mesmo quem cuida apenas do próprio condomínio pode se atentar em fazer uma gestão mais eficiente e cuidadosa do empreendimento. 

“Além das demandas da legislação, com funcionários e manutenção, que aumentaram consideravelmente nos últimos dez anos, os próprios moradores de condomínio estão cobrando muito mais do síndico. As pessoas estão mais intransigentes e isso também pesa no dia-a-dia do gestor”, aponta Rosely Schwartz, especialista em condomínios e professora do curso de administração condominial da Escola Paulista de Direito (EPD).

Já para quem é síndico profissional, estar sempre em dia e reciclado é apenas o esperado para executar a função.

Certificação: Vale lembrar que, para ser síndico no Brasil, hoje, não é necessária nenhuma certificação - e a profissão não é regulamentada ainda.

Tipos de capacitação

Atualmente é possível encontrar cursos, workshops, congressos, palestras e todo tipo de evento para síndicos, de norte a sul do país. Há aqueles que são presenciais, os online e os que misturam um pouco das duas modalidades.

Como escolher um curso certo

Por conta da grande quantidade de capacitação ofertada, muitos ficam em dúvida de como escolher o curso correto para a sua necessidade.

Adquirir um conhecimento amplo e global de tudo que envolve a complexidade atual da gestão de condomínios é um bom começo.

“Geralmente, se a pessoa está começando, e deseja uma base, costumo sugerir que faça um curso mais completo, até para ter um bom apanhado do que é a administração de um condomínio. Um curso que mostre todas as áreas e explique o que se espera da gestão do síndico cada uma delas”, aponta Nilton Savieto, síndico profissional paulistano.

Ou seja, uma boa base é o que permite ao síndico ter maior discernimento e profundidade em conceitos essenciais da administração condominial, que são justamente onde ele não pode errar.

Por exemplo, como uma pessoa que não trabalha com finanças vai ser síndico e fazer uma previsão orçamentária com segurança?

“É algo de fundamental importância para um gestor, e que os moradores esperam que o síndico saiba fazer. Não adianta depois, quando algo der errado, argumentar que foi a empresa administradora quem elaborou aquilo, já que o síndico concordou com aquilo e, inclusive, levou para a assembleia”, argumenta Rosely.

Cursos online

Com o avanço da tecnologia e melhoria da internet nos últimos anos, os cursos online, também conhecidos como "EAD" (ensino à distância), vêm ganhando espaço e são uma opção a mais de capacitação.

É uma forma bastante versátil de estudar, uma vez que, geralmente, esses cursos podem ser feitos no ritmo do aluno, sem a obrigação de seguir um cronograma pré-estabelecido e de onde o aluno quiser, basta estar conectado à internet.

Também é possível assistir a mais de uma vez uma aula sobre um assunto considerado mais espinhoso, por exemplo, o que é um ponto positivo, considerando que isso não é possível de ser feito em curso presencial.

O ponto negativo nesse tipo de capacitação é que não há a convivência direta com os colegas e professores, o que dificulta o networking.

Cursos específicos

Depois de investir em um curso mais completo, que dê uma base rica de conhecimento, o síndico pode, então, apostar em cursos mais específicos, que vão de encontro com as necessidades e demandas do seu condomínio – ou clientes.

“Esse tipo de curso, com temática mais focada, é fundamental para o síndico, seja ele profissional ou não. Assim, o gestor tem mais segurança no seu dia-a-dia. Um curso sobre determinado equipamento vai ajudá-lo a argumentar melhor com o fornecedor, por exemplo”, argumenta Gabriel Karpat, diretor da administradora GK.

Adquirir essa segurança para argumentar com os diversos públicos do condomínio é uma das principais virtudes de um síndico bem capacitado.

Outra forma de se manter em dia com as novidades do mundo condominial, frequentar eventos e workshops é uma maneira não só de ficar por dentro dos últimos acontecimentos, mas também de fazer um networking eficaz.

“Os workshops, que são eventos mais curtos, servem bem para assuntos específicos, como uma lei que mudou, por exemplo, ou uma nova norma da ABNT aplicada para condomínios”, explica Gabriel Karpat.

Outras alternativas para incrementar a capacitação

Também são úteis treinamentos que não sejam ligados a condomínios, mas a conhecimentos correlatos.

“Investir em cursos de comunicação, criatividade, gestão de pessoas, segurança que às vezes não são voltados para condomínio, mas dão uma visão de como podemos aplicar aquilo ao nosso dia-a-dia e oferecer um serviço melhor”, assinala Nilton.

Outra dica do síndico profissional é ir a encontros de síndicos, que entidades como o Secovi promovem ao longo do ano. “É ótimo para trocar vivências, conhecer pessoas e ficar mais conhecido entre os seus pares”, aponta ele.

Mais uma possibilidade para se manter sempre em dia é marcar presença em fóruns online sobre vida condominial, como o canal Tira dúvidas do SíndicoNet. Quem responde regularmente nesses fóruns, com propriedade e conhecimento, acaba se mantendo atualizado naturanmente e tornando-se referência para outros.

"É uma forma de se forçar a estar sempre atualizado. Além de aprender com as experiências e demandas de outros síndicos, você tem que ficar pesquisando sobre os mais variados assuntos, pois sabe que as pessoas vão levar a sério o seu conselho", explica o diretor do SíndicoNet, Julio Paim.

Quando não vale a pena

Não é porque o evento é um curso, workshop ou palestra que o mesmo vai valer a pena para você.

“Há umas duas semanas fiz um workshop de 50 minutos, que falava sobre três temas diferentes. Saí de lá pior do que entrei. Um curso rápido como esse deve ter um assunto, para que você consiga aprender algo novo”, ensina Nilton Savieto

Também deve-se ter atenção redobrada na hora de escolher o curso certo. Há diferentes opções de cursos no mercado, mas apenas alguns entregam o que realmente prometem.

Por isso, é essencial o aluno ter acesso ao conteúdo programático do curso, saber quem o produziu, quem são os professores, ver como são disponibilizadas as vídeo-aulas (no caso de cursos online) e, principalmente, conhecer referências e depoimentos de quem já fez o curso.

Fontes consultadas: Nilton Savieto, síndico profissional, Rosely Schwartz, especialista em condomínios e professora do curso de administração condominial da Escola Paulista de Direito (EPD) e Gabriel Karpat

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...