O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Administração

Condomínio interditado

Moradora dorme na garagem de prédio vizinho, em Salvador

Publicado em: sexta-feira, 3 de julho de 2015

Dona de apartamento em prédio interditado dorme em garagem na BA

Edifício no bairro de Pernambués está condenado há 40 dias. Local apresentou rachaduras e moradores precisaram ser retirados.
 
A aposentada Maria das Graças, dona de um dos aparatmentos que ficam em um dos prédios condenados há 40 dias na Rua Potiraguá, bairro de Pernambués, em Salvador, está dormindo de favor na garagem de outro edifício localizado na mesma rua.
 
Ela e outros moradores precisaram desocupar três prédios, após eles apresentarem rachaduras. A construção de um dos edifícios, o Jardim Brasília, de nove andares, tinha autorização para apenas quatro. Em 2010, a obra chegou a ser suspensa pela Secretaria Municipal de Urbanismo (Sucom), mas mesmo assim o prédio foi concluído e os apartamentos vendidos com alvarás falsos de "Habite-se". Cerca de 50 famílias que viviam nos três pédios estão morando em casas de parentes, amigos ou sofrendo para pagar aluguel.
 
"Estamos perdendo tudo dentro de nossas casas. Eu não tenho mais sofá, tudo de bolor, guarda-roupa, tudo perdido", contou Maria das Graças.
 
Outra moradora de um dos prédios revela que não possui condições financeiras para pagar o aluguel de um imóvel. "Eu estou à base de remédio. Não tenho mais como manter o aluguel. Meu marido ganha R$ 1.050, e eu não tenho condições de pagar R$ 900, R$800 de aluguel. Não tenho para onde ir", disse a dona de casa Claudia Moura.
 
Segundo o advogado dos moradores do edifício Jardim Brasília, José Alexandrino, a Defesa Civil de Salvador apontou duas alternativas: a demolição ou a recuperação do prédio. Os moradores decidiram pela recuperação, mas não existe prazo para início e conclusão das obras. Assim os proprietários do edifício e dos prédios vizinhos não tem previsão de quando voltam para casa. O advogado ainda disse que os responsáveis pela obra estão sendo processados.

Fonte: http://g1.globo.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...