O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Administração

Condomínio misto

Condôminos reclamam de hotelaria em empreendimento residencial

Publicado em: quarta-feira, 18 de maio de 2016

Moradores de Águas Claras, no DF, questionam hotel em condomínio

Moradores que compraram imóveis em um condomínio residencial de Águas Claras, no Distrito Federal, dizem que o local está se transformando em um hotel e contrariando os contratos assinados. Segundo eles, os documentos citavam "sistema de aluguel", e a escritura diz apenas "unidade residencial".
 
Em nota enviada à TV Globo, a construtora Brookfield diz que o empreendimento é "residencial com serviços", o que autoriza o uso do espaço como hotel. A empresa diz estar buscando consenso com moradores. A administradora da parte de hotelaria, HPlus, não quis se manifestar.
 
A moradora Ana Paula de Moraes diz ter ouvido do corretor, na hora da compra, que estava adquirindo uma unidade residencial. “Eu só me dei conta que era hotelaria quando eu recebi a chave”, afirma.
 
O prédio fica na rua Jacarandá e tem 290 apartamentos. De acordo com os moradores, a Brookfield tem cerca de 100 unidades, ainda não vendidos. Outros 30 já vendidos estariam sendo administrados pela empresa dona do hotel, HPlus.
 
Segundo os moradores, a construtora e a rede hoteleira têm maioria nas assembleias de condomínio e, por isso, conseguem "aprovar o que querem". A taxa de condomínio de quase R$ 700 também seria "fora da realidade", segundo eles. A Brookfield diz que o valor está dentro da média de mercado.
 
Segundo a corretora Andréa Carvalho, há serviços que são disponibilizados apenas para os hóspedes do hotel e negados aos moradores permanentes. O aposentado Valdir Silva, que mora no local, cita o trabalho das camareiras como exemplo.
 
“Nós não temos direito a isso. Inclusive algumas áreas comuns, que deveriam ser usadas por nós, moradores proprietários, não podemos usar", diz.
 
Os moradores entraram na Justiça e conseguiram uma decisão provisória, que suspende o aumento da taxa de condomínio e o aluguel de um espaço para a instalação de uma antena de celular. Eles dizem que devem entrar com outras ações para que o serviço de hotel acabe e o prédio seja somente residencial.

Fonte: http://www.jornalfloripa.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...