O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Segurança

Crime em condomínio

Zelador é suspeito de assassinar uma moradora a facadas

Publicado em: segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Suspeito de matar telefonista em Porto Alegre é considerado foragido

Justiça aceitou o pedido de prisão preventiva do homem, diz delegada. Polícia suspeita de crime passional; homem era zelador de prédio.
 
O suspeito de assassinar uma telefonista a facadas na noite da última terça-feira (23) em um prédio no Centro de Porto Alegre já é considerado foragido pela polícia. Segundo a delegada Jeiselaure Souza, responsável pelo caso, a Justiça aceitou o pedido de prisão preventiva solicitado ainda na quarta (24).
 
A vítima é Juraci Antônia Rabello, de 58 anos, moradora do prédio em que o suspeito do homicídio, um homem de 55 anos, trabalhava como zelador. O crime ocorreu no interior do edifício, situado na Rua Duque de Caxias, no centro da capital. A suspeita inicial é de crime passional.
 
Segundo a polícia, a vítima chegava em casa na companhia da filha de 19 anos quando foi abordada pelo homem em frente ao apartamento dele, no andar térreo.
 
Após uma discussão, a mulher sofreu ao menos três facadas. A filha também foi golpeada na barriga e foi encaminhada para atendimento médico no Hospital de Pronto Socorro (HPS). Ela teve alta na manhã desta quinta (25). A mãe, porém, morreu no local.
 
A faca foi encontrada no interior do prédio. Em depoimento à polícia, o síndico do prédio relatou que o zelador apareceu no mercado onde ele trabalha, com a roupa suja de sangue e falando que queria se entregar à polícia. Em seguida, porém, o homem fugiu do local.
 
Juraci trabalhava há mais de 20 anos como telefonista no jornal Zero Hora, do Grupo RBS. Segundo o jornal, a vítima era muito estimada pelos colegas de trabalho, pela gentileza e simpatia no trato com leitores e funcionários. Juraci era solteira e morava com a filha em um apartamento no 7º andar do prédio onde morreu. Além da jovem, ela deixa mais um casal de filhos. O corpo foi velado e sepultado no Cemitério João XXIII.

Fonte: http://g1.globo.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...