O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Instalações elétricas

Economia de energia

Consumo controlado evita impacto maior nas contas do condomínio

Consumo controlado evita impacto maior nas contas do condomínio

O ano de 2015 começou caro: em muitos locais, a água está sendo sobretaxada – como já era esperado desde o ano passado -, e agora houve também outra surpresa: o aumento da conta de luz.

O acréscimo à conta já aconteceu – e vai ocorrer por mais duas vezes, apenas esse ano. O estimado é que a energia deve ficar 45% mais cara só em 2015.

E como o "peso" da conta de luz no orçamento do condomínio varia entre 4% e 10%, aproximadamente, é quase impossível que não haja impacto nas contas do condomínio. O cálculo dos especialistas ouvidos pelo SíndicoNet é que o aumento possa ser de 10% a 17% na taxa condominial - dependendo, é claro, do quanto a mais de água e energia o condomínio consuma.

E para lhe ajudar a minimizar esse impacto, listamos algumas medidas de baixo, médio e alto investimento para diminuir a sua conta de energia ou melhorar a eficiência energética do seu condomínio. Veja:

Baixo investimento:

  • Trocar lâmpadas do tipo incandescente por fluorescentes: já quase não se encontram mais lâmpadas desse tipo para comprar - gastam mais energia e duram menos. Aposte nas fluorescentes, que economizam 75% em comparação com as incandescentes.

- Conheça os mais diversos tipos de lâmpadas

  • Sensores de presença e minuterias: geralmente tidos como aliados ao uso racional de energia, esse tipo de ajuda vale a pena somente se o “acende e apaga” não ocorrer o dia todo – para o caso de lâmpadas fluorescentes. Do contrário, pode diminuir em até 40% a vida útil da lâmpada. Portanto, vale usar esse artifício, mas somente quando a luz for ficar apagada a maior parte do tempo. Se for bem direcionado, o projeto pode ajudar a economizar até 50% da energia do local. Vale lembrar que se o equipamento for do tipo LED (Diodo Emissor de Luz ou Light Emitting Diode), ele não sofre tanto desgaste.

- Saiba mais sobre sensores e minuterias

  • Iluminação do elevador: geralmente, as luzes da cabine do elevador ficam acesas durante as 24 horas do dia. Isso faz com que esse ambiente seja um dos grandes vilões do gasto energético no condomínio. Nesse caso, o recomendado é optar por LEDs para o local, uma vez que esse equipamento é muito mais econômico, chegando a diminuir em até 70% o consumo de energia na cabine.
  • Desligar elevador: durante a madrugada, quando o uso do elevador é bem menor, desligar um dos equipamentos traz uma economia de eletricidade sem nenhum sacrifício para o condomínio.

- Dicas para economizar energia no elevador

  • Economia de água: muitos não sabem, mas economia d´água também pode gerar uma economia considerável de energia. Isso acontece porque a bomba hidráulica, que leva a água até a caixa d´água, tende a trabalhar menos quando a demanda por água é menor.
  • Pintura interna: ambientes internos pintados com cores claras podem demandar menos (ou nenhuma) iluminação durante o dia.

- Veja como economizar na iluminação de ambientes

Médio investimento:

  • Substituição das lâmpadas existentes por LED. Pode parecer extremamente caro, mas com a ajuda de uma consultoria é possível diminuir muito rapidamente a conta de luz do condomínio. Com um estudo prévio feito por uma empresa especialista, pode ser que o número de pontos de luz diminua, também, por exemplo.  Vale lembrar que há empresas que parcelam esse tipo de gasto. A manutenção com esse equipamento é geralmente baixa, e os LEDs se adaptam aos soquetes existentes no local – evitando a necessidade de compra desse componente.

- Veja como implementar LEDs no seu condomínios - Empresas de projetos e fornecedoras de LED, aqui  

  • Remanejamento da iluminação da garagem: também com a ajuda de um especialista em iluminação, é possível diminuir o consumo energético do local. Geralmente é feita uma troca de lâmpadas, priorizando as áreas de circulação e não as vagas em si. Rebaixar os pontos de luz também ajuda a melhorar a iluminação sem gastar mais. O impacto dessa melhoria pode ser de

- Saiba mais sobre como melhorar a iluminação na garagem

Alto investimento

  • Modernização dos elevadores: um elevador moderno pode gastar até 40% menos energia do que um equipamento antigo. O impacto dessa redução na conta é considerável, já que elevadores são uns dos pontos de maior gasto energético do condomínio. Realizar essa modernização também ajuda a diminuir o fator de potência do condomínio – e diminuir o total da conta em 17%. Vale ressaltar, porém,  que o custo da substituição é alto, e o investimento só se paga se o elevador já tiver mais de 15 anos.

- Informe-se sobre a modernização e troca de elevadores - Empresas de modernização de elevadores, aqui

  • Banco de capacitores: seu condomínio pode estar sendo cobrado por gastar “energia reativa excedente”: uma energia que não executa nenhum trabalho, mas ajuda outros componentes a fazê-lo. Alguns condomínios chegam a pagar R$ 800 na conta de luz por esse “adicional” e muitas vezes nem sabem que estão sendo cobrados por isso. Uma empresa especializada pode sugerir a compra de um banco de capacitores para “corrigir” esse consumo, além da substituição dos equipamentos que estejam gerando essa energia reativa – que, via de regra, são mais antigos e apresentam menor proficiência energética.Para saber se o seu condomínio está sendo cobrado por esse consumo, procure por “energia reativa excedente” ou pelo consumo em kVArh (quilovoltampère-reativo-hora).

- Saiba mais sobre Energia Reativa Excedente

 

Monte uma campanha de conscientização

Além de lhe auxiliar com as dicas acima, também queremos que você consiga ajudar os moradores do seu condomínio a fazerem um uso mais consciente da energia. Para tanto, elaboramos um cartaz com dicas que economia nas residências para ser afixado nas áreas comuns do seu condomínio! Veja e baixe aqui

Fontes consultadas: conteúdo SíndicoNet, José Roberto Iampolsky, diretor da administradora Paris, Gabriel de Souza, diretor da administradora Prop Starter, NIlton Savieto, síndico profissional, Marcelo Kahn, sócio da HK capacitor, empresa especializada em economia de energia

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...