O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Inadimplência

Inadimplência em baixa

Em SP, processos de cobrança por taxa atrasada caiu 15% em 2011

Publicado em: quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

 Calote no condomínio recua 15% em SP em 2011

Houve quase 10 mil ações na Justiça para reaver pagamento de boletos atrasados, segundo Secovi-SP
 
Do R7
 
O número de processos de cobrança da taxa de condomínio, por causa da falta de pagamento dos moradores, diminuiu 15,76% no ano passado em relação a 2010, informou o Secovi-SP (Sindicato da Habitação) nesta segunda-feira (16). 
 
O levantamento, feito nos fóruns da capital paulista, mostra que houve 9.947 ações de cobrança de condomínio entre janeiro e dezembro de 2011, contra 11.808 no mesmo período de 2010. 
 
O resultado mostra nova queda, já que havia um ciclo de baixa desde 2007 (15.902 ações), 2008 (13.084 ações) e 2009 (11.459 ações), interrompido pelo resultado de 2010. 
 
Só em dezembro, as cobranças do condomínio na Justiça recuaram 33,68% em relação a novembro. Foram 579 casos no último mês do ano, contra 873 do penúltimo. 
 
O vice-presidente de Administração Imobiliária e Condomínios do Secovi-SP, Hubert Gebara, afirmou que a redução se deve ao momento favorável da economia brasileira, já que as pessoas estão buscando regularizar suas pendências financeiras, por meio de acordos sem a interferência da Justiça. 
 
- O acordo é vantajoso para as duas partes, condomínio e condômino, pois uma ação de cobrança dessa natureza pode levar vários anos para ser resolvida. 
 
Outra razão que contribuiu para a diminuição é uma lei de julho de 2008 que suja o nome do inadimplente em caso de falta de pagamento do condomínio, explica Gebara. 
 
- A possibilidade de protesto de boleto do condomínio tem conseguido frear a inadimplência. 
 
Ele aconselha síndicos e administradoras a negociarem o pagamento diretamente com os condôminos que não acertaram o boleto, sem a interferência da Justiça. Afinal, quitar o condomínio é fundamental para a saúde financeira do prédio.

Fonte: http://noticias.r7.com

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...