O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Jurídico

Indenização na Paraíba

TJ obriga construtora a pagar por danos em imóvel vizinho

Publicado em: terça-feira, 19 de junho de 2012

 TJ mantém decisão que obriga construtora a indenizar proprietário por danos em residência

A Terceira Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba negou provimento a uma Apelação Cível movida pela Construtora Pirâmide e manteve decisão de primeiro grau, que determinou o pagamento de indenização a proprietário que sofreu danos materiais em sua residência, causados durante a construção de um flat, no bairro do Cabo Branco, em João Pessoa. Na sessão desta terça-feira (25), os magistrados do órgão fracionário acompanharam o voto do relator, desembargador Genésio Gomes Pereira Filho.
 
A ação foi promovida por Fábio Antônio da Rocha de Souza, que segundo consta nos autos, conseguiu comprovar, com base em laudo pericial elaborado por um engenheiro civil, que a edificação de um prédio pela Construtora causou danos materiais em dois imóveis de sua propriedade, como ainda invadiu sua área privada. Segundo o autor, o flat gerou fissuras no muro e paredes de seu imóvel, além de prejudicar a ventilação, iluminação e privacidade. Assim, requereu a concessão de liminar, para que a construtora pare com a obra e solicitou a demolição do prédio. O valor da indenização ainda será calculado.
 
Ao analisar o processo, o juiz de primeiro grau converteu a Ação de Nunciação de Obra Nova em Ação Demolitória e Perdas e Danos. Por sua vez, o relator da apelação de nº (200.2004.045635-8/002), disse que, ao contrário do que tenta dar a entender a recorrente - de que a obra estava sendo executada dentro dos parâmetros legais, inclusive com a liberação do “habite-se”, restou provado que os danos causados aos imóveis do recorrido estão diretamente relacionados à construção realizada pelo promovido/recorrente, nos termos do laudo técnico constante nos autos, fato que não pode ser desprezado para o julgamento da causa.
 
“É irrelevante para o deslinde da causa o fato da obra ter tido seu projeto aprovado pelos órgãos municipais competentes, circunstâncias que, na espécie, ganhou corpo, mas que se revela absolutamente despicienda”, disse o desembargador Genésio Gomes Pereira Filho.
 
O magistrado também destacou que o material fotográfico mostra que a construção nunciada feriu o artigo 1.299 do Código Civil de 2002: “O proprietário pode levantar em seu terreno as construções que lhe aprouver, salvo o direito dos vizinhos e os regulamentos administrativos”. 

Fonte: http://paraibaonline.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...