O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Ambiente

Lixo ao lado

Condomínio em Santo André convive com lixão há dez anos

Publicado em: terça-feira, 15 de maio de 2012

 Terreno atrás de condomínio vira lixão

Um depósito de lixo clandestino em terreno particular localizado nos fundos do Condomínio New York, na Cidade São Jorge, em Santo André, causa dor de cabeça aos moradores há cerca de dez anos.
 
Parte do muro que separa o condomínio do terreno já caiu duas vezes pelo acúmulo de lixo. A primeira foi há sete anos e a última, em setembro do ano passado. Desde então, foram colocados maderites para evitar que a sujeira invada ainda mais a área dos prédios.
 
"Quando caiu a primeira vez, limpamos com retroescavadeira e reconstruímos o muro, mas voltou a encher de lixo. Agora não tem como levantar novamente porque a montanha cresceu e o custo é muito grande", disse o síndico André Luís Rodrigues.
 
No começo do ano passado, casas foram construídas em cima do lixão. "O barraco foi ampliado recentemente. Vimos o pessoal furando o lixo para colocar as estacas de sustentação", afirmou Rodrigues.
 
Em setembro de 2010, quando o Diário revelou o problema, a Prefeitura disse que notificaria o proprietário para limpar a área. Em setembro de 2011, em nova reportagem, a administração afirmou que o aviso teria sido refeito, mas a situação do local continuava a mesma.
 
O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) informou que entre o segundo semestre de 2011 e início de 2012, a Gerência de Controle Ambiental executou duas advertências ambientais e dois autos de infração por aterro de material inerte em Área de Preservação para o lote vizinho ao condomínio.
 
Segundo o órgão, há também processo de reintegração de posse no Judiciário e Inquérito Policial sobre crime ambiental para o terreno.
 
A autarquia afirma ainda que, em parceria com a Guarda Civil Municipal e Polícia Militar, organizou operações para demolir construções desabitadas entre setembro de 2011 e março deste ano.
 
"O Semasa vem adotando as ações legais para sanar o problema. O local continua sendo monitorado a fim de flagrar novas irregularidades", destaca.

Fonte: http://www.dgabc.com.br

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...