O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Segurança

Medo no interior

Furtos em condomínios de luxo fora dos centros urbano aumentam

Publicado em: segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

 Furtos preocupam moradores de condomínios fechados em Rio Preto

Alto número em condomínios de luxo chamou atenção da polícia.Segundo especialista, profissionais treinados são essenciais.
 
Viver em um condomínio fechado já foi garantia de tranquilidade e segurança em São José do Rio Preto (SP). Atualmente, mesmo com câmeras de monitoramento, cerca elétrica e vigilância 24 horas, bandidos conseguem enganar a segurança e passar pela portaria. O alto número de furtos e roubos em condomínios de luxo chamou atenção da polícia.
 
Um homem foi preso nesta semana suspeito de furtar 13 casas. A Delegacia de investigações Gerais chegou ao suspeito, de 24 anos, após um mês de investigações. O delegado Alceu Lima De Oliveira Junior conta que o ladrão se passava por funcionário, para entrar nos condomínios.
 
“Ele alegava que estava trabalhando em obras em todos os condomínios. Em um deles descobrimos que realmente isso era verdade. Ele entrava nos locais, roubava e depois vendia os objetos para uma segunda pessoa”, explica o delegado.
 
Há cerca de uma semana, um casal foi feito refém em um condomínio que fica na região leste da cidade. De acordo o boletim de ocorrência, três ladrões armados e usando máscaras renderam o marido e amarraram a mulher. Os assaltantes levaram eletroeletrônicos, celulares, roupas e jóias. A polícia acredita que um quarto integrante da quadrilha esperava do lado de fora, dentro do carro.
 
Para evitar crimes como estes, os condôminos tem se reunido para discutir formas eficazes de segurança. Em um condomínio de luxo na região sul da cidade, os moradores montaram um esquema especial de segurança, que fica centralizado em uma sala fechada, onde há monitoramento até nas proximidades do local.
Câmeras de monitoramento, cercas elétricas, catracas automáticas ajudam, mas segundo o especialista em segurança Antônio Roberto Calisto, só tecnologia não basta para evitar os crimes.
 
“Em primeiro lugar temos que ter funcionários treinados e orientados. Às vezes o proprietário autoriza uma empresa terceirizada a executar algum serviço e não avisa a portaria. Isso não deve acontecer”, explica o especialista.

Fonte: http://g1.globo.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...