O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Segurança

Mega apreensão

Casa em condomínio de luxo em Araçatuba (SP) escondia armamento

Publicado em: quinta-feira, 22 de março de 2012

 SP: polícia apreende mais de R$ 1 mi em armamento em casa de luxo

Foram recolhidas pistolas, revólveres, espingardas e 21 fuzis e metralhadoras de uso proibido
 
A Polícia Civil apreendeu nesta quarta-feira um arsenal com cerca de 80 armas e milhares de munições avaliadas em mais de R$ 1 milhão na casa do eletricista Marco Antonio Girao, em um condomínio de luxo em Araçatuba, no interior de São Paulo. Foram recolhidas pistolas, revólveres, espingardas e 21 fuzis e metralhadoras de uso proibido. Também foram apreendidas milhares de munições, entre elas caixas com projeteis .50, usados em baterias antiaéreas.
 
Na casa, que fica no condomínio Serra Dourada, funcionava uma oficina onde as armas eram adaptadas para receber silenciadores, lunetas e outros acessórios. Foram apreendidos os tornos computadorizados que eram usados para fazer as adaptações e os consertos. No local, a polícia também apreendeu pinos de aço, com números nas pontas, que podem ter sido usados para renumerar armas.
 
A mulher de Girao, Adriana Nimia, foi presa por porte de armas proibidas. Ela disse que o marido é colecionador e apresentou um Certificado de Registro que autorizaria o funcionamento da oficina.
 
"Mas nem ela e nem o marido têm autorização para portar armas como esta metralhadora .45 ou estes projéteis para artilharia antiaérea", disse o delegado da seccional de Araçatuba, Nelson Barbosa Filho, mostrando uma arma israelense e os projéteis. "Essas são armas de guerra, de uso exclusivo das Forças Armadas", lembrou. Além disso, segundo o delegado, as adaptações feitas nas armas são proibidas no País.
 
Segundo a polícia - que, até a publicação desta reportagem, ainda não havia terminado de contabilizar as armas e as munições -, grande parte do material, especialmente as armas de longo alcance, entrou no País por meio de traficantes internacionais. Girao não foi encontrado pela polícia, que ainda apreendeu quatro carros de luxo estacionados na mansão da família. O pai de Girao foi preso, em outra cidade, com uma pistola Glock, sem porte da arma, em uma caminhonete de luxo também apreendida.
 
De acordo com Barbosa Filho, a prisão de Girao ocorreu por conta de uma investigação do setor de inteligência da Polícia Civil, que recebeu informações de que o eletricista estaria fornecendo armas para criminosos. Segundo o delegado, será checado o Certificado de Registro apresentado por Adriana.
 
"Se for verdadeiro, vamos pedir a cassação desse registro, porque ele estava armazenando armas e munições proibidas e fazendo adaptações proibidas nas armas." Será pedida a quebra de sigilo de Girao para que ele seja investigado por lavagem de dinheiro e enriquecimento ilícito.
 
"É fácil perceber que ele não tem renda para justificar seu patrimônio", disse. Os sogros de Girao preferiram não se pronunciar.

Fonte: http://noticias.terra.com.br

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...