O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Manutenção

Prédio abandonado

Edificação na orla está prestes a desabar, em Salvador

Publicado em: terça-feira, 23 de maio de 2017

Prédio na orla do Jardim de Alah ameaça desabar

Algumas partes da escadaria de acesso aos andares superiores estão escoradas por pedaços de madeira e em muitos pontos o teto veio ao chão

Em contraste com a orla do Jardim de Alah, reinaugurada há quase dois anos, chama a atenção de pessoas que passam pelo local todos os dias, um prédio – que fica do outro lado da Avenida Otávio Mangabeira – de quatro pavimentos que está abandonado e com parte da estrutura ameaçando desabar, deixando moradores do edifício residencial Brisa do Mar, vizinho a estrutura, em alerta.

Construído há mais de 20 anos, no local deveria funcionar um restaurante e um espaço para eventos. Contudo, a construção não foi terminada e o prédio sofre com a ação do tempo e, principalmente, com o impacto do salitre da orla do Jardim de Alah.

A reportagem da TB teve acesso ao prédio e percebeu muitos problemas, tanto na parte externa quanto na parte interna da construção.

Muitos estilhaços de vidro espalhados pelo chão, ferrugem bastante exposta e deteriorada, inclusive até pendurada em alguns pontos. Na parte onde deveria funcionar um elevador, não há qualquer barreira que impeça o acesso ao fosso e o salitre deixa boa parte das estruturas bem enferrujadas. 

Algumas partes da escadaria de acesso aos andares superiores estão escoradas por pedaços de madeira e em muitos pontos o teto veio ao chão. No segundo andar, foi encontrado muito material de construção e papeis pelo chão, dando a entender que moradores de rua utilizam o local como abrigo. O cenário é realmente de abandono.

Contudo, o prédio abandonado já teria sido vistoriado em 2012 pela Defesa Civil da capital baiana (Codesal) e a recomendação, à época, era a de que a estrutura deveria ser demolida, o que não ocorreu.

Este ano, novamente, o proprietário do prédio teria sido notificado. Além disso, os moradores já teriam entrado com uma ação junto ao Ministério Público com o objetivo de cobrar uma ação mais efetiva quanto a resolução da situação.

A nossa equipe procurou os moradores do residencial Brisa do Mar para falar sobre o assunto, mas, segundo o porteiro, não havia ninguém responsável no prédio para falar com a reportagem na manhã de ontem.

Segundo um ambulante que trabalha na região, o prédio estava cercado por tapumes até a semana passada, quando foram derrubados por ventos fortes. No local, também de acordo com ele, fica uma pessoa que trabalha como segurança, mas que não foi encontrado neste domingo.

 

Fonte: http://www.tribunadabahia.com.br

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...