O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Jurídico

Projeto de lei

Em Curitiba, coleta seletiva em condomínios pode se tornar obrigatória

Publicado em: quinta-feira, 19 de setembro de 2013

 Coleta seletiva de lixo em condomínios pode se tornar lei

A norma permite o uso do padrão nacional para descarte de lixo reciclável
 
Está em trâmite, na Câmara de Curitiba, projeto de lei que organiza o descarte e separação do lixo reciclável, orgânico e similares em condomínios da capital. Conforme a proposta, feita pelo vereador Chicarelli (PSDC), condomínios com mais de dez unidades residenciais devem descartar o lixo em saco preto para lixo orgânico e azul para materiais recicláveis. A norma permite o uso do padrão nacional para descarte de lixo reciclável. 
 
Segundo o texto, o crescimento da construção de condomínios em Curitiba torna necessária a conscientização dos moradores quanto à prática da reciclagem e adequação para a destinação do lixo.
 
“Havendo uma fiscalização mais rígida, todos poderão criar o hábito de agrupar em grandes sacos de lixo a correta separação e isso pode beneficiar o desenvolvimento sócio econômico ambiental”, defende.
 
Conforme Chicarelli, divulgar o dia e horário da coleta seletiva e do lixo orgânico entre os moradores, seria uma das iniciativas a serem tomadas pela administração do condomínio, segundo a proposta, já que muitos desconhecem a coleta semanal do lixo.

Fonte: http://www.bemparana.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...