O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Ronaldo Sá Oliveira

Respeito às normas

Tragédias envolvendo gás em condomínios podem ser evitadas

Por Ronaldo Sá Oliveira*

Uma forte explosão no bairro de São Cristóvão, na Zona Norte do Rio de Janeiro, destruiu imóveis comerciais e residenciais na madrugada dia 19 de outubro último. Ao menos 8 feridos foram retirados dos escombros. Ao todo, 40 imóveis foram afetados, segundo o subsecretário municipal de Defesa Civil, Márcio Motta. 

Entre eles estão dois restaurantes e uma farmácia. Segundo a Defesa Civil do Rio, 14 imóveis foram totalmente destruídos após a explosão.

As avaliações das causas da explosão ocorrida no Rio de Janeiro apontam um possível vazamento de gás. Os botijões somente trazem riscos, caso não haja manutenções e cuidados no projeto e instalação, onde no caso de não atendimento destes critérios podem causar acidentes com proporções até maiores que ao que presenciamos.

É de extrema importância que os problemas de vazamentos sejam resolvidos com agilidade e por profissionais capacitados, onde no caso de projetos o profissional necessita ser habilitados para o serviço. 

Além de cumprir as normas técnicas, de modo a evitar problemas deste tipo, recomendamos atenção ás situações de risco> Por exemplo: a percepção de cheiro de gás, aumento significativo no consumo, os quais são indício da existência de algum vazamento; e acompanhamento da identificação de ferrugens (oxidação) ou pontos que sofreram impacto os quais necessitam de manutenções e ensaios de estanqueidade o mais breve possível.

Este é mais um sistema que necessita compor o plano de gestão da manutenção das edificações em conformidade com a ABNT NBR 5674 Manutenção de edificações — Requisitos para o sistema de gestão de manutenção, norma que define a gestão de todos os sistemas onde por meio de verificação e manutenções periódicas.

Para a instalação e monitoramento de gás encanado existem normas técnicas que necessitam ser atendidas, por exemplo a ABNT NBR 15923 – Inspeção de rede de distribuição interna de gases combustíveis em instalações residenciais e instalação de aparelhos a gás para uso residencial – Procedimento. A mesma estabelece os requisitos mínimos exigíveis para a inspeção de redes de distribuição interna de gases combustíveis em instalações residenciais.

Outra norma é a ABNT NBR 15526 (em suas partes aparentes), e as normas de instalação de aparelhos a gás para uso residencial ABNT NBR 13103, além dos documentos técnicos de concessionária que em alguns estados sobrepõem as normas.

Há ainda outra norma a ser obedecida: a ABNT NBR 15526 - Redes de distribuição interna para gases combustíveis em instalações residenciais e comerciais - Projeto e execução. Ela estabelece os requisitos mínimos exigíveis para o projeto e a execução de redes de distribuição interna para gases combustíveis em instalações residenciais e comerciais que não excedam a pressão de operação de 150 kPa (1,53 kgf/cm²) e que possam ser abastecidas tanto por canalização de rua conforme ABNT NBR 12712 e ABNT NBR 14461, como por uma central de gás conforme ABNT NBR 13523 ou quando aplicável, sendo o gás conduzido até os pontos de utilização através de um sistema de tubulações.

Para o GLP, os riscos normalmente estão relacionados com as áreas onde são estocados os recipientes. A ABNT NBR 15514 - Área de armazenamento de recipientes transportáveis de gás liquefeito de petróleo (GLP), destinados ou não à comercialização - Critérios de segurança estabelece os requisitos mínimos de segurança das áreas de armazenamento de recipientes transportáveis de gás liquefeito de petróleo (GLP) com capacidade nominal de até 90 kg de GLP, destinados ou não à comercialização. Esta norma não se aplica às bases de armazenamento e envasamento para distribuição de GLP, devendo, para tal, ser observada a ABNT NBR 15186, e aos recipientes de GLP quando novos ou em uso.

Em resumo, os vazamentos necessitam ser evitados, pois na maioria das vezes é a principal causa dos acidentes. Os botijões de gás possuem menor incidência de problemas e as explosões imputados aos mesmos são explosões nos ambientes onde ocorreu o vazamento, pois os recipientes possuem válvula de segurança.

Nos fogões podem ocorrer vazamentos de gás, decorrentes de botões, tubulações ou conversões realizadas, trazendo perigo para dentro da casa, mesmo que o botijão esteja do lado de fora. O gás de cozinha é mais pesado do que o ar e, quando há vazamentos, se acumula a partir do chão, expulsando o oxigênio e preenchendo o ambiente. O mesmo não é tóxico, mas tem efeito anestésico. Dependendo da quantidade e do local onde ocorrer o vazamento, pode levar à asfixia. De modo a evitar acidentes, nunca instale o recipiente de gás ou aquecedores em locais fechados, conforme já estabelece as normas técnicas ABNT.

Já os fogões e aquecedores de água utilizam gás natural (gás encanado) além de serem uma fonte de energia limpa, é mais leve que o ar e em casos de vazamento, dissipa-se com maior facilidade na atmosfera, razão pela menor frequência de explosões e acidentes.

Recomendamos a todos que implantem um sistema de gestão das manutenções em seus edifícios e planejem ações de verificações constantes, e em havendo qualquer identificação de problema conte com um profissional habilitado para descrever as soluções. 

Outra tragédia ocorrida em 2012 no Rio de Janeiro, com o desmoronamento de 3 edifícios, resultou na criação da ABNT NBR 16280, Reforma em edificações — Sistema de gestão de reformas — Requisitos, a qual documentou a necessidade de planejamento das intervenções. Mas que antes mesmo da existência da norma já haviam outras que no caso de atendimento teriam evitado o colapso dos edifícios.

 

*Ronaldo Sá Oliveira é diretor da RSO assessoria e imóvel em ordem, especialista em normalização, qualidade, tecnologia e gestão, coordenador de alguns dos principais manuais do setor e membro de diversos grupos de estudo de assuntos voltados a melhoria dos acervos técnicos do setor www.rsoassessoria.com.br

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...