O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Ambiente

Sem água

Em Santo André, condomínios precisam contratar caminhão-pipa

Publicado em: terça-feira, 11 de fevereiro de 2014
Sem água

Moradores reclamam de falta de água em Santo André

Condomínios estão contratando carros-pipa para abastecer caixas d'água. Município dará desconto na conta para quem economizar 20% do consumo.
 
Moradores de um condomínio em Santo André, no ABC, tiveram que contratar um caminhão-pipa para abastecer as caixas d'água. Alguns moradores contam que estão comprando água mineral para dar banho nos filhos por conta da falta de abastecimento, como mostrou reportagem do SPTV deste sábado (8).
 
Os moradores de um prédio, no Parque Erasmo Assunção, não sabem mais o que fazer com a falta de abastecimento. “A gente está tendo que adquirir água mineral em garrafão porque o bebê não pode ficar sem tomar banho e isso custa”, conta o morador Francisco Henrique.
 
O síndico Paulo Chiarioni conta que o condomínio em que trabalha já gastou mais de R$ 10 mil com caminhão- pipa nos últimos 15 dias. “Os moradores com a conta em dia, o condomínio com seus compromissos em dia ter que arcar com esse gasto absurdo de contratação de água potável. Com essa falta de água que vem acontecendo nos meses anteriores, o valor era menor e hoje com essa falta de uns meses pra cá a conta aumenta ao invés de diminuir”.
 
Todos os reservatórios que abastecem a cidade estão com menos de 50% da capacidade. A Sabesp diz que a falta de água em Santo André não é responsabilidade dela. Já o Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André (Semasa), responsável pelo abastecimento na cidade, diz que o problema é o excesso de consumo, mas admite que na rede de distribuição há perdas de 22%. Também confirmou investimentos de R$ 105 milhões para este ano, na cidade, para reduzir perdas, trocar tubulações, adutoras e uma nova estação de tratamento de água. As campanhas de conscientização estão sendo intensificadas.
 
O município também aderiu à campanha contra o desperdício e vai dar desconto de 30% na conta para quem economizar 20% no consumo de água. O nível crítico das represas dos sistemas Cantareira e Alto Tietê preocupa e já afeta o abastecimento de água em Guarulhos, Diadema e São Caetano do Sul.
 
Os representantes das companhias de distribuição de água tiveram nesta sexta-feira (7) uma reunião com a Sabesp. Todos saíram com a missão de reforçar as campanhas de conscientização para reduzir o consumo de água.
 
Racionamento
 
O nível dos reservatórios já afeta o abastecimento em alguns municípios da região metropolitana, como Guarulhos, Diadema e São Caetano do Sul. Parte do município de Guarulhos já vive um racionamento de água. O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) do município afirma que alguns bairros estão recebendo água dia sim, dia não.
 
O volume de água fornecido por meio do Sistema Alto Tietê está abaixo do normal, segundo o órgão. Dados do Saae dão conta de que a Sabesp está entregando 200 litros de água por segundo, quando deveria entregar 300 litros de água por segundo. Procurada, a Sabesp ainda não se manifestou até a noite desta sexta sobre o caso.
 
Para incentivar a economia, o serviço municipal anunciou desconto de até 30% para quem controlar as torneiras - um bônus igual ao oferecido pelo governo do estado para incentivar a economia de água nos imóveis abastecidos pelo Sistema Cantareira.
 
A Companhia de Saneamento de Diadema, a Saned, está fazendo contenções temporárias no fornecimento de água em alguns bairros. O carro da companhia passa nas ruas alertando os moradores. Nas redes sociais, a população fica sabendo quando o fornecimento vai ser interrompido. A Saned diz que o problema acontece porque o consumo aumentou e a cidade está recebendo a mesma quantidade de água. Para conseguir abastecer os locais altos, é preciso interromper o fornecimento a alguns bairros.
 
Já São Caetano do Sul, também no ABC, está recebendo 20% a menos de água da Sabesp. A medida começou na quinta-feira (6). O Departamento de Água e Esgoto da cidade acrescentou que a iniciativa valerá por tempo indeterminado até que as chuvas voltem a aumentar o nível do Sistema Cantareira.
 
Veja outras cidades que já estão fazendo racionamento de água no estado de São Paulo:
- Valinhos
- Cosmópolis
- Vinhedo
- Espírito Santo do Pinhal
- São Pedro
- Guaratinguetá
- Potim
- Bauru (alguns bairros)
- Marília (alguns bairros)
- Itu
- Praia Grande
- Santos (alguns bairros)
- São Vicente (alguns bairros)
- Guarujá (alguns bairros)
 
Para economizar, a Sabesp recomenda que o consumidor adote algumas atitudes diárias.
 
Veja abaixo:
- tome banhos rápidos e feche a torneira ao ensaboar;
- lave a louça de uma vez e feche a torneira ao ensaboar;
- não lave a calçada e o quintal, use a vassoura;
- ao lavar o carro, use um balde;
- acumule roupas para lavar na máquina de uma vez só;
- deixe a torneira fechada ao escovar os dentes e fazer barba.
 
Outro fator que colabora para o desperdício de água são os vazamentos. A Sabesp disponibiliza  um curso gratuito que ensina práticas simples para identificar possíveis problemas em instalações hidráulicas. O programa é aberto ao público em geral e é ministrado nos períodos da manhã e tarde.
 
Os participantes recebem uma cartilha explicativa ilustrada e um certificado de conclusão.
Quem se interessar deve procurar a regional da Sabesp mais próxima de sua residência. Visite o site da Sabesp para conferir os endereços.

Fonte: http://g1.globo.com/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...