O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque para um navegador moderno para ter uma melhor experiência no SíndicoNet 😉

Saiba mais ×
Cadastrar
Entrar
Cotar Pedir orçamentos
Seja um fornecedor
menu
Convivência

Crime nos EUA

Mulher foi morta por vizinho por briga envolvendo pet

quinta-feira, 19 de novembro de 2020
WhatsApp
LinkedIn

Mulher é baleada e morta por homem após briga por cocô de cachorro nos EUA

Isabella Thallas, 21 anos, foi morta por Michael Close, 24, depois que o cachorro do namorado da mulher fez cocô no lado externo do complexo de apartamentos de Michael, na cidade de Denver, no Colorado (EUA).

O namorado de Isabella, Darian Simon, também foi ferido pelos 24 tiros de uma AK-47 disparados por Michael contra o casal. A morte de Isabella aconteceu em 10 junho e uma audiência preliminar que ocorreu anteontem determinou que Michael enfrente 15 acusações e permaneça preso em regime fechado até o julgamento.

Os detalhes do caso foram divulgados na audiência preliminar que aconteceu na manhã de anteontem. A única testemunha que depôs na audiência foi Joseph Trujillo, detetive de homicídios da polícia de Denver.

Segundo o site da emissora de televisão local KDVR, Joseph disse que o tiroteio aconteceu depois que o cachorro do namorado de Isabella fez cocô em um jardim de pedras no lado externo do complexo de apartamentos de Michael.

Após flagrar a cena, Michael teria aberto a janela e gritou para o casal: "Você vai treinar esse cachorro [para não fazer cocô na porta dos outros] ou apenas gritar com ele?".

Não foi informado se o casal respondeu ao questionamento do dono do apartamento. Os promotores do caso mostraram um vídeo das câmeras de segurança na audiência no qual é possível ver Michael abrindo as cortinas de casa e apontando um rifle de alta potência para o casal, enquanto Darian se abaixava para recolher o cocô do animal. 

Nas filmagens ainda é possível ver os 24 tiros disparados por Michael contra o casal. Isabella morreu no local e Darian foi ferido com dois tiros nas pernas e sobreviveu ao ataque.

Quando a polícia chegou ao local do crime Chelsea Thompson, que se identificou como namorada do acusado, disse que ele fugiu e tinha ligado para ela confirmando que tinha atirado em duas pessoas.

Michael foi preso em Pine Junction por oficiais do condado de Jefferson. O detetive contou que quando o homem foi preso ele chorou e afirmou que estava arrependido.

A então namorada do acusado ainda disse à polícia na época que Michael foi diagnosticado com transtorno de personalidade e depressão, mas nunca foi tratado. Ela ainda revelou que ele possuía um histórico de uso de cocaína, ecstasy e outras drogas, além do uso recente de álcool após três anos sóbrio.

Um mandado de busca e apreensão ainda encontrou álcool, resíduos de cocaína e seis cartuchos dentro do apartamento de Michael. Outros 18 cartuchos também foram achados ao lado de fora da janela. Na investigação a polícia ainda encontrou outras armas e muita munição dentro do apartamento do homem.

Na audiência, o advogado de defesa de Michael disse que Darian identificou o suspeito errado ao ser questionado pela investigação no quarto de hospital quatro dias após o tiroteio.

Lisa Teesch-Maguire, juíza de Denver, achou que as evidências encontradas pela investigação eram fortes o suficiente para acusar Michael. A magistrada exigiu que o acusado continuasse preso em regime fechado e definiu o julgamento para 4 de janeiro de 2021.

Agora, Michael enfrenta 15 acusações, entre elas, homicídio em primeiro grau, agressão em primeiro grau, porte de arma de alta capacidade não permitida no estado e conduta desordeira. Além de quatro intensificadores de sentença pela prática de crime violento.

Fonte: https://noticias.uol.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...