O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Manutenção

Danos da chuva

Manutenção da rede elétrica do condomínio deve estar em dia

terça-feira, 22 de maio de 2018

Chuva aumenta risco de queda de energia e de danos em equipamentos

A brusca interrupção do fornecimento de energia elétrica é um problema que pode atingir os moradores de casas e apartamentos a qualquer momento, sem aviso prévio. Nos períodos mais chuvosos, as quedas tornam-se ainda mais comuns. Por isso, caso a rede elétrica não esteja funcionando de maneira adequada ou sem manutenção, os riscos de perda de aparelhos ligados à eletricidade aumentam.

"Quando o tempo está chuvoso, a ocorrência de fatores climáticos, como raios e ventos fortes, pode atingir a rede elétrica da própria concessionária. Isso pode causar curto-circuitos, havendo a possibilidade de propagação dos efeitos até a rede elétrica do condomínio", explica Leonardo Vasconcellos, engenheiro elétrico e professor da Universidade Federal da Bahia (Ufba).

A confeiteira e estudante Mariana Sokolonski, 30, foi prejudicada após uma queda de energia no condomínio onde mora. "O umidificador do quarto onde dorme o meu filho de 8 anos parou de funcionar após o retorno", conta. Segundo ela, o problema foi causado por uma falha nas instalações elétricas do local.

"Fui informada de que a rede elétrica do prédio deveria estar ligada em três fases. Uma fase já estava queimada, funcionando em apenas duas", completa, acrescentando que a falha foi descoberta após a vistoria de uma equipe da Coelba ao condomínio.

A manutenção dos equipamentos de energia elétrica deve ser realizada pelos próprios condomínios através de profissionais especializados.

Osvaldo José, síndico de um condomínio no bairro da Vila Laura, ressalta a importância de uma empresa especializada na manutenção. "Aqui, nos casos de falta de energia, os geradores costumam cobrir apenas a área comum. Se houver problemas com o apartamento individual, o indicado é que haja uma empresa para cuidar da manutenção", afirma.

"A parte que cabe à concessionária (Coelba) é a troca de aparelhos de medição de consumo, como contadores", completa Kelsor Fernandes, presidente do Sindicato da Habitação da Bahia (Secovi-BA).

Prevenindo problema

A norma NBR 5410, da ABNT, estabelece as condições necessárias para o funcionamento adequado das instalações elétricas de baixa-tensão. Uma delas é a instalação de dispositivos de proteção contra surtos (DPS), responsáveis por desviar as anormalidades para a terra.

"Eles devem ser instalados no quadro geral de energia do condomínio. Além disso, é necessária a presença de pessoas capacitadas para fazer a análise do local e, após isso, criar um projeto antes de instalar o dispositivo", observa o professor Leonardo.

Em caso de aparelhos eletrodomésticos danificados após quedas de energia, a Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba) orienta o registro da ocorrência por meio do telefone 116, ou do site www.coelba.com.br. Deverão ser informados a data e o horário da interrupção do fornecimento de energia elétrica, além de dados básicos sobre o equipamento danificado, como marca e modelo.

 

Fonte: http://atarde.uol.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...