O seu navegador é muito antigo :-(

Dica: Troque gratuitamente para um navegador mais atual para ter uma melhor experiência no SíndicoNet ;-)

Escolha um navegador ×
Manutenção

Novas regras

ABNT tem nova norma para quem for reformar unidade em prédio

Publicado em: terça-feira, 6 de maio de 2014

ABNT estipula novas regras para reformas em imóveis

Objetivo da nova regulamentação é evitar acidentes e tornar as obras ainda mais seguras
 
A partir de agora, moradores em condomínios de casas ou apartamentos que forem executar qualquer tipo de reforma devem contratar um engenheiro ou arquiteto para elaboração de projeto detalhado ou laudo técnico.
 
A nova regra da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) começou a valer no dia 18 de abril em todo o país. O objetivo é evitar acidentes e tornar as reformas mais seguras.
 
De acordo com o engenheiro civil Marcos Rossato, 30 anos, a norma vale para toda edificação, mas a melhor aplicabilidade será em condomínios verticais.
 
Reparos como troca de canos, janelas, instalações elétricas, gás, piso, ar-condicionado, fachadas e tudo o que modificar o projeto inicial do imóvel vai exigir o auxílio de um profissional.
 
O estudante de economia Paulo Barelli, 20, afirma que acha desnecessário ter um engenheiro ou um arquiteto na reforma. “Eu chamaria um pedreiro de confiança. Ele iria me cobrar bem mais barato e não ia ficar falando o que eu devo fazer ou não.”
 
‘Jeitinho’
Segundo o engenheiro civil Walter Teoro, 58, sempre foi necessário ter um profissional para acompanhar a reforma.
 
“Acontece que o ‘jeitinho’ brasileiro atrapalha isso. As pessoas acham muito melhor correr um risco e comprar um material mais caro do que contratar um profissional da área”, afirma. Para Rossato, todos os envolvidos ganham com a s novas normas estabelecidas pela ABNT.
 
A arquiteta Gislaine Villela, 34, também comenta sobre a importância de ter a quem recorrer em casos de eventuais acidentes. “Outro benefício é com a profissionalização da mão de obra. Quando um técnico, empreiteiro ou pedreiro tem uma supervisão, a pessoa tem onde pedir socorro ou até mesmo trocar informações do que é melhor ser feito.”
 
Consultas aos síndicos
 
No caso de condomínios e prédios, o dono do imóvel deverá consultar o síndico do local antes de iniciar a reforma. Os documentos e o prazo da obra devem ser entregues ao síndico para que ele analise o caso e autorize, ou não, a realização da obra.
 
De acordo com Rossato, cabe aos síndicos, administradores de condomínios e órgãos públicos fazerem a fiscalização adequada para que se faça cumprir o que pede as novas regras da ABNT.
 
“Vale citar que não se trata de uma lei e a ABNT não tem poder de fiscalizar ou punir, mas a nova norma técnica serve como um código de conduta para intervenções em edificações”, disse o engenheiro.
 
Acidente 
 
As normas foram estabelecidas por conta de um acidente que aconteceu no Edifício Liberdade, no Rio de Janeiro, em 2012. As obras irregulares do prédio prejudicaram a estrutura da construção. Além do edifício, o desabamento atingiu outros prédios e causou 20 mortes.

Fonte: http://www.jornalacidade.com.br/

Aviso importante:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.
Para saber mais, acesse nosso Regulamento de Uso.

Depoimentos

próximo
Receba nossos Boletins

Mantenha-se Informado com as últimas notícias da área em seu email:

{{errorMessage}}

Assinatura efetuada com sucesso!

carregando...